Notícias

Hospital implantado na Expominas terá 800 leitos para atender infectados pela Covid-19

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais divulgou nessa segunda-feira (30), que o hospital implantado no Expominas para atender possíveis pacientes diagnosticados com a Covid-19 será inaugurado nesta sexta-feira (03). Ao todo serão 800 leitos, sendo que 100 serão utilizados como Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

A estrutura do hospital começou a ser montada na última quarta-feira (25), e segundo o governador Romeu Zema, na sexta-feira será entregue a primeira parte do local. Bombeiros e policiais militares participam da montagem do hospital.

Minas Gerais registrou nesse domingo (29) o primeiro óbito decorrente da Covid-19. Trata-se de uma idosa de 82 anos que estava internada na UTI do Hospital Biocor, localizado em Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte. Segundo a Saúde, a idosa morreu após oito dias de internação. Ela sofria de pneumonia crônica, doença cardiovascular crônica e diabetes mellitus.

Há 23 óbitos no estado sendo investigados sob a suspeita do coronavírus. 261 casos foram de infecção já foram confirmados e 29.724 casos estão em investigação.

O Ministério da Saúde divulgou hoje que 500 milhões de testes rápidos para diagnosticar coronavírus chegaram ao país. O primeiro grupo a se testado será o dos profissionais da saúde, pessoas que atuam em postos e hospitais em todo o território nacional. Agentes de segurança, bombeiros, guardas civis e policiais que apresentarem os sintomas mais comuns da Covid-19 também serão testados.

Essa é a primeira cota dos 5 milhões de testes adquiridos pela Vale. Os testes são aprovados pela Anvisa, no entanto, sua eficácia é garantida apenas para do sétimo ao décimo dia do início dos sintomas, como febre e tosse.

Teste rápido para coronavírus.
Crédito da foto: Pixabay

“É um teste rápido, mas ele mede o anticorpo. Você teve a gripe, que pode ser de qualquer vírus e, no sétimo dia, a gente fala que a gripe que você está ou que já acabou era causada pelo coronavírus. Esse teste vai ser fundamental para a gente saber se aquela enfermeira, aquele médico ou o profissional de segurança, que teve uma gripe ou que está com uma gripe, testou positivo para coronavírus. Se sim, vamos tratar de um jeito. Se não, poderá retornar ao trabalho”, explica o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

O teste rápido é realizado semelhante ao da glicemia, em que uma gota de sangue é colhida e em seguida colocada em teste, e o resultado sai em aproximadamente 30 minutos.

Voltando a Minas Gerais, na tarde de segunda-feira (30), Romeu Zema se posicionou via redes sociais sobre a questão da reabertura dos comércios. No Twitter, o governador escreveu:” Não vou tomar medidas precipitadas. É hora de proteger a população contra o coronavírus. É hora de preservar vidas. Fique em Casa“.

Comentários do Facebook
Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar