O que você procura?

Manifestantes vão à Câmara de Itabirito pedir melhorias no transporte público

Um dos pedidos dos manifestantes era da circulação de ônibus municipais após às 20h.
Rômulo Soares 22 de dezembro de 2021 às 08:11
Tempo de leitura
4 min
Foto: Câmara de Itabirito
Foto: Câmara de Itabirito

Integrantes do Movimento de Moradia, Luta de Classes, Mulheres Olga Benário, Unidade Popular e PSOL estiveram presentes na última reunião da Câmara de Itabirito, nessa segunda-feira, 20 de dezembro. De forma pacífica, eles reivindicaram aos vereadores melhorias no transporte público da cidade. 

Um dos pedidos dos manifestantes era da circulação de ônibus municipais após às 20h. De acordo com Thomás Toledo, integrante do Movimento Luta de Classes, desde o início da pandemia, a Prefeitura de Itabirito restringiu a circulação de ônibus na cidade e, mesmo o município estando na Onda Verde do programa Minas Consciente, o fluxo de ônibus não voltou ao normal.


“Não faz sentido. Qualquer pessoa que está trabalhando, qualquer jovem que está estudando precisa ter pelo menos uma opção de ônibus à noite. A gente conhece um monte de gente que largava o serviço às 21h e teve que deixar o trabalho porque não conseguia voltar para casa”, disse

Os manifestantes também pediam redução no preço da passagem e melhoria na quantidade de veículos que circulam na sede e nos distritos.

Leandro Silva Marques (PSDB), presidente da Câmara, parabenizou os manifestantes pela reivindicação pacífica na Casa Legislativa e reforçou que se trata de uma questão que é debatida com frequência por todos os vereadores.

“Acho justo, legítimo e tem que melhorar mesmo. É uma luta incansável. A gente percebe que algumas situações deixam a desejar. A gente vê a dificuldade que as pessoas da zona rural tem para conseguir trabalho porque não tem o transporte digno para ir no horário comercial”, disse.

Os manifestantes queriam ocupar a Tribuna Livre para expor suas reivindicações. Contudo, como não haviam preenchido os requisitos do Regimento Interno da Câmara, a oportunidade será concedida no próximo ano.

“Nós temos uma normativa e diante do procedimento que temos hoje (eleição da Mesa Diretora) e inclusive por causa do horário, não foi possível a deliberação. O fato de vocês não estarem falando na tribuna não significa que vocês não estão sendo ouvidos. Dentro da normativa, a gente vai junto, a gente vai brigar e vai correr atrás e sem fugir do nosso propósito”, afirmou o presidente da Câmara.

Mesa Diretora

Após a votação da pauta, foi eleita a Mesa Diretora para o ano de 2022. Duas chapas concorriam: a 1, composta por Arnaldo dos Santos (MDB) para presidente, Lucas do Zé Maria (MDB) para vice-presidente e Márcio Juninho (CIdadania) para secretário. Já a chapa 2 era composta por Renê Butekus (PSD) para presidente, Fabinho Fonseca (Avante) para vice-presidente e Paulinho (Republicanos) para secretário.

A votação foi aberta e nominal. Votaram a favor da chapa 1: Anderson do Sou Notícia (MDB), Arnaldo (MDB), Daniel Sudano (Cidadania), Léo do Social (PSDB), Lucas do Zé Maria (MDB), Márcio Juninho (Cidadania) e Danilo Grilo (Cidadania).

Votaram a favor da Chapa 2: Dr. Edson (Republicanos), Fabinho Fonseca (Avante), Igor Júnior (PTB), Max Fortes (DEM), Paulinho (Republicanos) e Renê Butekus (PSD).

Dessa forma, a Chapa 1 foi eleita por sete votos contra seis. Portanto, Arnaldo dos Santos vai assumir a presidência da Câmara de Itabirito pela sétima vez. O vereador está no seu sexto mandato e é o parlamentar mais antigo da Câmara. 

Lucas do Zé Maria vai assumir a cadeira de vice-presidente. O parlamentar está em seu primeiro mandato na Câmara. Já Márcio Juninho, que também está no seu primeiro mandato, será o secretário da Câmara.

A posse da nova mesa diretora está agendada para o dia 3 de janeiro de 2022. O horário ainda não foi divulgado.

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.

Última atualização em 22 de dezembro de 2021 às 09:13