Belo HorizonteCrimesJustiça

Justiça determina 16 anos de prisão para mulher que matou vizinha a facadas na noite de Natal

Acusada cumprirá pena em regime fechado. Crime aconteceu na região oeste de BH, em 2017.

Na tarde desta segunda-feira, 15 de abril, foi condenada em Belo Horizonte a mulher que matou a síndica do prédio onde morava, na noite de Natal em 2017. Rayanne Maia Marques, julgada no Tribunal do Júri, no Fórum Lafayette, pegou 16 anos de prisão em regime fechado por homicídio duplamente qualificado.

A acusada já cumpriu 1 ano e 3 meses e deve ficar mais 14 anos, 8 meses e 21 dias na prisão. De acordo com a denúncia do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), Rayanne deu uma facada no pescoço de Ludmilla Rivas da Silva, que tinha 37 anos, depois de uma discussão entre as duas.

Após reclamações por causa do barulho de brigas de Rayanne com os filhos, Ludmilla foi até a porta do apartamento onde ela morava, no local foi golpeada e não resistiu aos ferimentos. A síndica chegou a ser levada para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, onde faleceu.

Rayanne tentou fugir do condomínio após a facada, mas foi contida pelos vizinhos indignados com a situação. Na ocasião, ela também fez ameaças aos moradores, o que lhe rendeu outra pena, por ameaça, de dois meses em regime aberto, a ser cumprida após a pena principal.

A acusada admitiu que anteriormente ao crime, já havia discutido com a síndica pelo interfone. Afirma também que estava cozinhando quando foi acionada pela vizinha, que no calor do desentendimento a empurrou e que, por reflexo, ela deu a facada. Desde o dia do homicídio, Rayanne está presa na Penitenciária Jason Soares Albergaria, em São Joaquim de Bicas.

Facebook Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios