Minas Gerais tem 42 barragens em nível de alerta e quatro em nível de emergência

O número de barragens em alerta no estado de Minas Gerais subiu para 42, variando entre os níveis 1 e 3. Esses níveis representam o grau da possibilidade de rompimento de uma estrutura, segundo a Agência Nacional de Mineração (ANM).

Em nível 1, as mineradoras devem atuar para corrigir problemas estruturais e as famílias não precisam deixar suas casas. Já em nível 2, o protocolo, segundo a Defesa Civil, exige um treinamento com os moradores para possíveis evacuações em caso de risco. Além disso, é necessário que se instale sirenes em caso de necessidade. O nível 3, altamente de risco, é quando a ruptura está prestes a acontecer, ou está acontecendo, exigindo evacuação imediata.

As mineradoras devem entregar, duas vezes por ano, uma declaração de estabilidade, garantindo o nível de segurança da estrutura. O documento, feito pela própria mineradora, precisa ser enviado para a Agência Nacional de Mineração sempre em março e setembro de todo ano.

Em Outubro do ano passado, foram interditados pela ANM 54 barragens que não enviaram o atestado de estabilidade. Entre elas estão 33 em Minas Gerais, sendo 19 em nível de emergência.

Leia também: Barragem 5, da Mina da Mutuca, sobe para o nível 1 de emergência, em Nova Lima

Veja quais são as barragens em alerta:

Nível 1

  • Mina da Mutuca, Noca Lima (Vale)
  • Vargem Grande, do Complexo Vargem Grande (Vale)
  • B, do Complexo Vargem Grande (Vale)
  • Marés II, do Complexo Fábrica (Vale)
  • Campo Grande, da Mina Alegria (Vale)
  • Maravilhas II, do Complexo Vargem Grande (Vale)
  • Sistema Pontal, do Complexo de Itabira (Vale)
  • Barragem VI, da Mina Córrego de Feijão (Vale)
  • Capim Branco, Mina Jangada, do Complexo Paraopeba (Vale)
  • Forquilha IV, do Complexo Fábrica (Vale)
  • Itabiruçu (Vale)
  • Santana (Vale)
  • B2 Auxiliar (Minérios Nacional)
  • Barragem B1/B4 (Mosaic Fertilizantes)
  • Barragem B1, Brumadinho (Empresa Mineração do Brasil S/A)
  • Laranjeira, São Gonçalo do Rio Abaixo (Vale)
  • Dique Auxiliar 5, Nova Lima (Vale)
  • Barragem da Peneirinha, Complexo Vargem Grande, Nova Lima (Vale)
  • Marés I, Belo Vale (Vale)
  • Xingu, Mariana (Vale)
  • Menezes II, Córrego do Feijão (Vale)
  • Borrachudo II, Itabira (Vale)
  • Taquaras, Mina Mar Azul, Nova Lima (Vale)
  • Dicão Leste, Mariana (Vale)
  • B1 – A Ipê, Brumadinho (Emicon)
  • Barragem II Mina Engenho, Rio Acima (massa falida Mundo Mineração)
  • Barragem Mina Engenho, Rio Acima (massa falida Mundo Mineração)
  • Dique B3 Ipê, Brumadinho (Emicon)
  • Dique B4 Ipê, Brumadinho (Emicon)
  • Área IX, Ouro Preto (Vale)
  • Baragem 6, Nova Lima (Vale)
  • Baragem 7A, Nova Lima (Vale)

Nível 2

  • Grupo, do Complexo Fábrica (Vale)
  • Doutor, da Mina Timbopeba (Vale)
  • Sul Inferior, da Mina Gongo Soco (Vale)
  • Capitão do Mato, da Mina Capitão do Mato (Vale)
  • Forquilha II, do Complexo Fábrica (Vale)
  • Mina de Serra Azul, Itatiaiuçu (ArcelorMittal)

Nível 3

  • Sul Superior, da Mina Gongo Soco (Vale)
  • B3/B4, da Mina Mar Azul (Vale)
  • Forquilha I, do Complexo Fábrica (Vale)
  • Forquilha III, do Complexo Fábrica (Vale)

LEIA MAIS