Mortes em Minas Gerais por causa das chuvas chegam a 54; 46.980 pessoas são afetadas

Ainda há uma pessoa desaparecida

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais liberou, às 9h50 da manhã desta quarta-feira (29), o boletim atualizado das situações causadas pela chuva no estado. Segundo o documento, já são 53 óbitos confirmados no estado, entre os dias 24 e 29 de janeiro.

Dentre as vítimas fatais, 42 faleceram em decorrência de desabamentos/desmoronamento/soterramento, nove foram arrastadas pelas águas e três se afogaram. Uma pessoas ainda segue desaparecida, em Conselheiro Lafaiete.

Atualização: Após a publicação da matéria, um corpo foi encontrado a cerca de 800m de onde a rodovia cedeu, em Tabuleiros. Dada a confirmação de que é o corpo da mulher desaparecida pela Defesa Civil, o número de mortos subiu para 54 e o de desaparecidos caiu para um. Isso explica uma discordância entre os números apresentados na matéria e o boletim divulgado pela Defesa Civil, ainda no período da manhã, antes da localização do corpo.

Faça o download do boletim atualizado no formato PDF e veja com mais detalhes as situações dos municípios, clicando aqui

Afetados pela chuva

No momento, em todo o estado, são 46.980 pessoas afetadas pelas chuvas, sendo que são 38.703 desalojados, 8.157 desabrigados, 65 feridos, além dos 54 óbitos confirmados e um desaparecido.

Desalojados e desabrigados: saiba a diferença

Desalojado: Pessoa que foi obrigada a abandonar temporária ou definitivamente sua habitação, em função de evacuações preventivas, destruição ou avaria grave, decorrentes do desastre, e que, não necessariamente, carece de abrigo provido pelo Sistema.

Desabrigado: Desalojado ou pessoa cuja habitação foi afetada por dano ou ameaça de dano e que necessita de abrigo provido pelo governo.

Situação dos municípios

No momento, 101 cidades aparecem no Decreto Estadual de Situação de Emergência (SE), publicado no dia 27 de janeiro. Outros 36 municípios declararam Situação de Emergência (SE) e outras três cidades, Orizânia, Ibirité e Catas Altas, decretaram Estado de Calamidade Pública (ECP).

Também há 32 municípios que foram atingidos mas que não declararam Situação de Emergência (SE), mas destes, 15 terão SE homologada em decreto do Estado.

No momento, são 155 municípios acompanhados pela Defesa Civil, sendo 21 na Região Metropolitana de Belo Horizonte e 134 no Interior do Estado.

Leia também: Previsões indicam fortes chuvas para as próximas 24h em Minas Gerais; veja as regiões mais afetadas

Comentários