Take a fresh look at your lifestyle.

Música de Tom Zé, “É que eu tô te explicando pra te confundir”, é escolhida como tema das reuniões da Câmara de Ouro Preto

Todo ouropretano que se preze já curtiu na rua algum dos carnavais tradicionais da cidade e, pulou e se divertiu em shows musicais desta maravilhosa festa, principalmente com a interpretação de alguns clássicos do samba e mpb, como por exemplo, Tom Zé e sua música “Tô”, cujo refrão é mais ou menos assim: “É que eu tô explicando. Prá te confundir. Tô te confundindo. Pra esclarecer. Tô iluminando pra poder cegar. Tô ficando cego pra poder guiar”.

Como eu, apesar de ser amante da boa música, não tenho intelecto suficiente pra entender o que o gênio Tom Zé quis dizer nessa letra especial, resolvi batizá-la como a música tema das reuniões da Câmara de Ouro Preto, já que lá também, eu simples cidadão que sou, não entendo nada do que se passa e do que é dito. Muito menos o que acontece nos bastidores.

O ápice da minha ininteligibilidade, ou, em outras palavras menos sofisticadas, o ápice do momento que eu disse pra mim mesmo “não entendi porra nenhuma de nada dessa reunião”, foi o momento após a votação do projeto que regulamentava o transporte fixo da prefeitura e os carros contratados, ditos terceirizados na cooperativa. Esse projeto, que havia sido elogiado de forma descomunal na primeira vez que foi votado na Câmara, e aprovado por unanimidade, foi para a Prefeitura e foi vetado integralmente pelo chefe do executivo. Agora, voltando para a Câmara, o mesmo não obteve votos suficientes para ser aprovado novamente. Evaporaram 08 votos. Uns não foram, outros mudaram de ideia, e o projeto, que era de autoria de um representante da base do prefeito na Câmara, não passou. Uns dizem que foi por erros, outros porque é ultrapassado, outros porque ele é inconstitucional, e outros nem preferiram falar nada e nem “deram o ar da graça” por lá. Enfim, entre mortos e feridos, salvaram-se todos. E nessa fiquei eu a pensar: como pode um “vuco-vuco” desses assim acontecer em tão pouco tempo?

Retornei a música de Tom Zé tentando achar respostas, e por um mero descuido, ouvi uma outra parte da música interessante que me ajudou a “espairecer a moringa”. A letra dizia mais ou menos assim: “Suavemente prá poder rasgar. Desesperado prá ter paciência. Carinhoso prá poder ferir. Devagarinho prá poder caber. Tô dividindo prá poder sobrar”.

Entendeu alguma coisa? Não?
É que eu tô explicando. Prá te confundir…

Obs.:  O Ministério da Saúde adverte: essa música demora 10 anos pra sair da cabeça. Se você nunca ouviu, não ouça. Pra quem já ouviu, tente ler o texto sem cantar mentalmente.

Sensacionalista - Ouro Preto
“Sensacionalista – Ouro Preto” é uma coluna do Mais Minas que trás matérias satirizadas de notícias reais da cidade de Ouro Preto. Quinzenalmente traremos assuntos polêmicos da política de Vila Rica, às vezes com bom humor e isento de verdade, mas sempre com muito sarcasmo.

Close