O que você procura?


Após deliberação do Ministério da Saúde, prefeitura de Mariana suspende vacinação contra a Covid-19 em adolescentes sem comorbidade

De acordo com o comunicado, a vacinação para adolescentes de 12 a 17 anos está restringida apenas àqueles que possuem deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade. 

Redação Mais Minas 20 de setembro de 2021 às 15:02
Tempo de leitura
2 min
Foto: Biblioteca de imagens do Canva
Foto: Biblioteca de imagens do Canva

A prefeitura de Mariana emitiu um comunicado nesta segunda-feira, 20 de setembro, informando que, de acordo com recomendações do Ministério da Saúde, a campanha de imunização contra o coronavírus para adolescentes de 12 a 17 anos, sem comorbidades, está suspensa.

A Nota Técnica nº 40/2021 da Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à COVID-19, divulgada no dia 15 de setembro, revisa as orientações anteriores a respeito da campanha de imunização para esse público e considera que, apesar da autorização pela Anvisa do uso da Vacina Cominarty (Pfizer/Biontech), a imunização dessas pessoas não está autorizada. 

De acordo com o comunicado, a vacinação para adolescentes de 12 a 17 anos está restringida apenas àqueles que possuem deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade.  As novas orientações consideram que a Organização Mundial de Saúde não recomenda a imunização para esse público e que a maioria dos indivíduos acometidos pela Covid-19 inseridos neste grupo apresentam evolução benigna. 

LEIA TAMBÉM:  Após seis anos da tragédia de Mariana, primeira parede do Novo Paracatu é levantada

O Ministério da Saúde também considera que os benefícios da vacinação contra o coronavírus em adolescentes sem comorbidades não estão claros e que, conforme a redução na média móvel de casos e óbitos decorrentes da doença, a melhora do cenário epidemiológico não exige urgência na imunização desse público. A nota técnica nº 36/2021 previa o início das aplicações da primeira dose para pessoas de 12 a 17 anos a partir do dia 15 de setembro, no entanto, o Governo afirma que os estados e municípios devem seguir as novas orientações do Programa Nacional de Operacionalização da Covid-19. 

Devido aos casos de aplicação do imunizante contra a Covid-19 da Pfizer em adolescentes sem comorbidades, o Ministério da Saúde informou em coletiva de imprensa que a administração da segunda dose não está autorizada. A aplicação da D2 está assegurada apenas às pessoas de 12 a 17 anos que possuem comorbidades. 

LEIA TAMBÉM:  Ídolo do Atlético, Reinaldo fará uma "peneirada" em Mariana

Fonte: Prefeitura de Mariana