19.4 C
Belo Horizonte
terça-feira, 6 dezembro 2022

Renova Excursão

96 trabalhadores são demitidos da fábrica da ACTECH, onde era a Hindalco, em Ouro Preto

Em comunicado nessa segunda-feira, 7, a ACTECH anunciou a paralisação de parte das suas atividades de produção de aluminas especiais e hidratos

Em comunicado nessa segunda-feira, 7, a ACTECH anunciou a paralisação de parte das suas atividades de produção de aluminas especiais e hidratos em Ouro Preto, na fábrica que pertencia, até o início do ano, à Hindalco.

Na nota, a empresa afirma que a medida se fez necessária para que o empreendimento tenha tempo para buscar soluções que viabilizem a fábrica e que há a possibilidade de retorno das atividades de forma integral, o que dependerá de uma série de fatores que serão analisados ao longo dos próximos meses.

A ACTECH chegou em Ouro Preto no mês de março, quando adquiriu a fábrica de aluminas especiais por R$ 1 real. Antes, a fábrica pertencia à Hindalco do Brasil – do grupo indiano Aditya Birla – que anunciou à venda da fábrica pelo preço simbólico, já que a fábrica estava dando prejuízos e apresentava um valor negativo durante nove meses, o que fez com que o grupo indiano optasse pela venda.

De acordo com matéria veiculada no Estado de Minas, junto com o comunicado veio uma série de demissões na empresa, chegando a 96 somente na última segunda-feira. Até então a empresa contava com 435 funcionários.

“A empresa já era deficitária já vinha com um acúmulo de prejuízos, fizemos tudo o que podíamos, investimos muito dinheiro lá para torná-la positiva. Até conseguimos muitos ganhos, mas não suficientes para ser lucrativa e agora não temos condições de continuar com os prejuízos mês a mês” relata Maurcío Gontijo, CEO da Terrabel, grupo responsável pela Actech, ao Estado de Minas.

O executivo da empresa ainda informou que está aguardando algumas informações até sexta-feira, e que esse é fator para se determinar a proporção de desligamento na fábrica. “Estamos fazendo de tudo para desligar o mínimo de pessoas, mas vai depender de algumas informações que estamos aguardando até sexta-feira”, afirma Gontijo.

Confia a íntegra da nota da ACTECH:

“A ACTECH informa a toda a comunidade de Ouro Preto e região, aos colaboradores e aos fornecedores que por ventura estejam envolvidos com os nossos negócios que, apesar de todos os investimentos realizados nos últimos 7 meses, todas as melhorias implementadas, todo o grande esforço dos colaboradores e sócios para fins de viabilização da fábrica, teremos que interromper, provisoriamente, parte de nossas atividades a partir de hoje, dia 07 de novembro de 2022.

Tal medida se faz necessária para que possamos ter tempo para buscar soluções que viabilizem a fábrica, baseado em indicadores que implantamos e monitoramos desde o início da nossa gestão. Ressaltamos que referida medida não era o intuito inicial desta gestão, porém se fez necessária em função da inviabilidade da fábrica.

Existe a possibilidade de retorno das atividades de forma integral, porém dependerá de uma série de fatores que serão analisados ao longo dos próximos meses.

A empresa informa que está cumprindo com todas as obrigações legais exigidas nos desligamentos que estão sendo realizados.

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: