O que você procura?


Escassez hídrica compromete abastecimento de 19 bairros de Ouro Preto

De acordo com a Saneouro, em função da estiagem, a captação superficial que abastece a Estação de Tratamento de Água (ETA) do Itacolomi teve sua vazão diminuída consideravelmente, afetando o abastecimento das regiões abastecidas pela ETA.

Rômulo Soares 27 de setembro de 2021 às 19:00
Tempo de leitura
2 min
Foto: Mais Minas
Foto: Mais Minas

Na tarde desta segunda-feira, 27 de setembro, a Saneouro, empresa responsável pelo serviço de abastecimento de água e tratamento de esgoto em Ouro Preto, informou que a cidade enfrenta um rigoroso período de escassez hídrica, ocasionado pela falta de chuva. De acordo com a companhia, em função da estiagem, a captação superficial que abastece a Estação de Tratamento de Água (ETA) do Itacolomi teve sua vazão diminuída consideravelmente, afetando o abastecimento das regiões abastecidas pela ETA.

Com isso, 18 bairros de Ouro Preto são afetados com falta de abastecimento, são eles:

  • Jardim Itacolomi;
  • Parte do Antônio Dias;
  • Barra, Pocinho;
  • Novo Horizonte;
  • Lagoa;
  • Morro do Cruzeiro;
  • Bauxita;
  • Vila dos Engenheiros;
  • Vila Itacolomi
  • Vila Operária;
  • Maria Soares;
  • Tavares;
  • Saramenha;
  • Vila Aparecida;
  • Santa Cruz;
  • Padre Martins;
  • Padre Faria;
  • Alto das Dores;
  • Santa Efigênia.

A escassez hídrica também afeta a região de Amarantina, distrito de Ouro Preto, onde os mananciais e captações tiveram sua vazão diminuída consideravelmente, afetando o abastecimento do distrito e das localidades de Coelhos e Maracujá.

A Saneouro reforça a importância do consumo consciente e a necessidade de uso racional por parte da população, evitando o desperdício.

Última atualização em 4 de outubro de 2021 às 11:54