20.4 C
Belo Horizonte
segunda-feira, 5 dezembro 2022

Renova Excursão

Maior arrecadação da região, Ouro Preto é cercada por cidades com tarifa zero e parece que ninguém se constrange com isso

Após Mariana adotar o Tarifa Zero em caráter experimental e ser um sucesso em número de usuários, a cidade de Ouro Branco também iniciou um programa com o mesmo objetivo. Em ambas as cidades vizinhas de Ouro Preto, os usuários do transporte público agora têm gratuidade para usar os ônibus coletivos, já que o custo operacional das linhas está sendo pago por meio de subvenção pelas prefeituras.

Em Ouro Preto, a última vez em que se falou de transporte público foi quando o prefeito Angelo Oswaldo (PV) decretou um aumento de quase 40% no valor da tarifa e depois concedeu uma subvenção para cobrir os custos do bolso da população sobre esse aumento. Ainda assim, os usuários continuam a arcar com o valor da passagem, de R$ 3,35, já que Julio Pimenta, ex-prefeito, licitou o transporte público e agora pouco pode se fazer em relação a isso.

Temos que considerar que na fórmula em que a prefeitura concedeu o reajuste à Rota Real, uma parte considerável desse incremento no valor da tarifa foi por causa da alta do valor dos combustíveis. Contudo, no último dia 20 o preço dos combustíveis completou 3 meses de queda de mais de 30%. E a pergunta que fica é: a tarifa vai cair?

Um governo que governa para elite jamais entenderá o que representa o alívio no bolso da população mais pobre com um programa de inclusão como o Tarifa Zero. É difícil acreditar que uma gestão que gasta milhões com cooperativa de transporte e que parte desse dinheiro é para “carregar” políticos e secretários “para cima e para baixo” não tenha dinheiro para conceder o mesmo benefício ao povo que paga essa conta.

* Esse texto é um artigo de opinião do colunista e pode não representar a posição do portal Mais Minas sobre o assunto.

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: