19.4 C
Belo Horizonte
terça-feira, 6 dezembro 2022

Renova Excursão

Opinião: Câmara de Ouro Preto deveria ter vergonha de destrancar pauta após discurso “meia-boca” da prefeitura sobre Saneouro

De uma revolta quase revolucionária, com discursos do tipo “só vamos voltar a pautar projetos do Executivo aqui quando tiver cronograma de retirada da Saneouro de Ouro Preto”, a Câmara de Ouro Preto parece que foi facilmente “seduzida” com o discurso do secretário de Governo, Yuri Borges, na última terça-feira, 18, durante a reunião ordinária itinerante ocorrida no distrito de Miguel Burnier.

Longe de apresentar cronograma, datas, documentos, os vereadores foram “facilmente convencidos” apenas com um “recado do prefeito” que ele quer “remunicipalizar” o serviço de água e esgoto, algo que o próprio já falou ao menos umas 500 vezes antes do trancamento da pauta.

O mais bizarro, depois de 22 meses de governo, o secretário informou que o jurídico está conversando com um escritório jurídico especializado para anulação do contrato da prefeitura com a Saneouro. Qual escritório? Não sabemos. Qual o prazo para essa ação? não sabemos.

Enfim, me faz pensar, deixando claro que esse é um artigo de opinião, que a Câmara continua fazendo teatro e não está à altura para debater a questão, que requer seriedade e menos politicagem.

O trancamento da pauta não durou nem 15 dias.

* Esse texto é um artigo de opinião do colunista e pode não representar a posição do portal Mais Minas sobre o assunto.

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: