Jovem invade escola e atira contra colegas, no Vale do Jequitinhonha

Um jovem que teria entre 17 e 18 anos invadiu uma escola e atirou contra seus colegas, na manhã desta quinta-feira (17), em Caraí, cidade localizada no Vale do Jequitinhonha. Dois adolescentes, de 15 e 16 anos ficaram feridos no atentado. O ataque ocorreu na Escola Estadual Orlando Tavares, localizada no distrito de Ponto da Marambaia. No momento do tiroteio teriam cerca de 300 alunos na escola, que se fugiram para as salas de aulas para se proteger. Parte dos alunos fazia educação física, no momento. Os feridos foram encaminhados para o Hospital Municipal de Padre Paraíso, cidade vizinha.

Segundo informações da Polícia Militar, o atirador era aluno da escola, cursava o segundo ano do ensino médio, também no turno da manhã, e tinha um alvo específico. O jovem não havia ido à aula nesta manhã. A ação do jovem causou pânico e correria na escola. Segundo informações de funcionários, foram pelo menos cinco tiros disparados.

Feridos

Armado com uma garrucha de dois canos, um facão e uma réplica de pistola, o atirador teria pulado o muro da escola e ido em direção a uma das salas de aula. Então uma professora evitou o que poderia ser uma tragédia ainda maior. Sandra Borges segurou a porta da sala de aula por dentro, impedindo que o jovem entrasse. Com o atirador forçando a porta, alguns alunos ajudaram Sandra a barrar a entrada. O atirador então desistiu de invadir o local e atirou através da porta. A bala atravessou e acertou um aluno de 16 anos, no pescoço. Ele foi levado ao hospital pelo professor de matemática João Nazareno Chaves, em carro particular, e, segundo João, se encontra em estado gravíssimo.

Como não conseguiu entrar na sala de aula, o atirador saiu efetuando disparos pelo corredor da escola. O outro ferido, um aluno de 15 anos, não foi baleado, como foi especulado de início. O adolescente foi, na verdade, atacado com o facão, no braço e foi levado para o hospital por populares.

Uma suposta terceira vítima não chegou a ser ferida, mas teria entrado em estado de choque após presenciar a situação.

Jovem invade escola e atira contra colegas, no Vale do Jequitinhonha
Sala de aula ficou cheia de sangue – Crédito da foto: Reprodução/Facebook

A Polícia Militar da cidade deteu o atirador quando este havia pulado o muro para a rua e tentava entrar novamente. Outro envolvido foi detido, mas ainda não existem detalhes sobre sua participação no atentado.

Funcionários da escola afirmaram que o atirador era um aluno quieto e não demonstrava sinais de agressividade. Há suspeitas de que o crime tenha motivação passional.

*Matéria em atualização