Os 25 anos do Windows 95: o início de uma nova era

Eles a chamaram de “Midnight Madness”: em 24 de agosto de 1995, muitas lojas de informática nos EUA abriram suas portas exatamente à meia-noite para disponibilizar os primeiros pacotes de disquetes ou CDs do novo sistema operacional Microsoft. Há 25 anos a Microsoft lançava seu sistema operacional Windows 95.

Com dinheiro para propaganda na casa dos milhões e a introdução do menu iniciar, a empresa de Bill Gates conseguiu trazer o PC, ainda não popular naquela época, para o amplo mercado de consumo. Cerca de 60 milhões de PCs foram vendidos em todo o mundo no início do sistema operacional em 1995 – dez anos depois, já eram mais de 200 milhões. Na época, a Microsoft tinha uma participação de mercado de mais de 95%.

+ Conheça a história da Wikipédia, uma das maiores fontes de informação da internet

O Windows 95 foi vendido como um blockbuster pela empresa: a Microsoft comprou os direitos de uso da música “Start Me Up” dos Rolling Stones, e o novo sistema operacional foi celebrado em um evento com mais de 2.000 visitantes. Hoje, eventos introdutórios sensacionais são comuns em empresas de tecnologia. A estratégia funcionou: o sistema operacional se tornou um campeão de vendas.

No entanto, isso não significa que o Windows 95 funcionou perfeitamente. Alguns problemas de compatibilidade foram inevitáveis. No entanto, uma nova interface gráfica beneficiou os usuários – pense no botão Iniciar que tem sido usado para navegar pelo sistema em todas as versões do Windows desde então. No início, a Microsoft subestimou a web e dispensou o Internet Explorer na versão básica do Windows 95 – mas mudou de curso alguns meses depois.

Hoje, o mercado de PCs está sendo empurrado para trás por smartphones e tablets. Desde 2011 as vendas têm caído continuamente. Há alguns anos, a Microsoft tem se concentrado cada vez mais em outras áreas de negócios, como serviços em nuvem. Com o Windows 95, a Microsoft iniciou uma nova era há 25 anos.