O que você procura?
Renova banner


Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

Vale vai implantar fábrica de artefatos para construção civil em Itabirito

Rodolpho Bohrer 6 de junho de 2019 às 12:30
Tempo de leitura
2 min

A Vale anunciou que pretende implementar uma fábrica de artefatos para construção civil nas proximidades da Mina do Pico, em Itabirito. O projeto teve o licenciamento ambiental simplificado-LAS, formalizado pela prefeitura da cidade, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

Segundo a Prefeitura de Itabirito, apenas na fase de construção da fábrica, devem ser gerados cerca de 90 empregos. O empreendimento tem um investimento de R$ 15 milhões e terá a capacidade de processar 30 mil toneladas de lama de barragens ao ano.


Com o projeto, a Vale pretende reaproveitar os resíduos gerados pelo processamento de minério de ferro. Dessa forma, eles serão reutilizados na produção e utilização de artefatos para a construção civil.

Como resultado, é esperado que o procedimento diminua a necessidade de disposição dos rejeitos em barragens ou pilhas. Além disso, a necessidade de extração de recursos naturais não-renováveis deve ser reduzida. Portanto, o empreendimento também vai favorecer as relações sócio-ambientais, tornando-as mais positiva.

Desassoreamento do Rio Itabirito

Atendendo a pedidos da Prefeitura de Itabirito e da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, a Vale também anunciou a liberação de recursos para a realização dos trabalhos de desassoreamento do Rio Itabirito. Segundo a Agência de Desenvolvimento Econômico e Social de Itabirito (Adesita), somente em 2018, foram retirados 104 caminhões de rejeitos do rio.

 

 

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.