Take a fresh look at your lifestyle.

Nova Fase do Minas-Rio vai gerar 800 empregos em Minas Gerais

No final do mês de janeiro de 2018, a mineradora Anglo American conseguiu as Licenças Prévia (LP) e de Instalação (LI) para a Etapa 3 do Sistema Minas-Rio. As concessões foram dadas no dia 26 pela Câmara Técnica Especializada de Atividade Minerárias (CMI).

Com as licenças em mãos, a mineradora vai investir R$ 1 bilhão na nova fase que permitirá a continuidade do negócio de extração e produção de minério de ferro na região da cidade de Conceição do Mato Dentro.

No pico das obras, a etapa 3 vai gerar 800 empregos. Depois de pronta, a Fase 3 do Minas-Rio vai criar aproximadamente outros 100 postos permanentes de trabalho, que integrarão o atual quadro de empregados próprios da empresa.

De acordo com a Anglo American, “os trabalhos de preparação de área e de infraestrutura, como canteiro de obras e acessos, começam imediatamente. Em seguida, as primeiras obras serão a abertura da cava e o alteamento da barragem de rejeitos. As estruturas que permitirão o aumento da produção englobam, ainda, a instalação de diques de contenção de sedimentos, a expansão da pilha de estéril e as instalações do platô de apoio operacional e de uma nova flotação”.

A expectativa da empresa é de que a Licença de Operação (LO), que permitirá que o empreendimento comece a operar efetivamente, seja votada no segundo semestre de 2018.

Hoje, o Sistema Minas-Rio possui cerca de 4.800 empregados diretos e indiretos, dos quais aproximadamente 1.600 são mão de obra da região da mina. Junto aos empresários dos quatro municípios mineiros onde atua (Conceição do Mato Dentro, Alvorada de Minas, Dom Joaquim e Serro), a empresa realiza programas sociais como o Programa de Desenvolvimento de Fornecedores Locais de Médio e Pequeno Portes (Promova) e o Crescer, voltado para produtores locais. Juntas, as duas iniciativas já movimentaram R$ 340,5 milhões nos municípios vizinhos ao empreendimento.

Desde o início das operações, em outubro de 2014,  o Minas-Rio gerou mais de R$ 151,1 milhões em recolhimento de Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM). No mesmo período, foram mais de R$ 311,8 milhões pagos sob a forma de impostos, taxas e contribuições. Somente no último ano, o Minas-Rio gerou R$ 70,8 milhões em CFEM, um dos principais tributos pagos pela atividade minerária, sendo R$ 65,5 milhões para Conceição do Mato Dentro e R$ 5,3 milhões para Alvorada de Minas.  Em 2017, também foram pagos mais de R$ 26 milhões em outros impostos, taxas e contribuições como ISS, Taxa de Controle, Monitoramento e Fiscalização das Atividades de Pesquisa, Lavra, Exploração e Aproveitamento de Recursos Minerários (TRFM) e ICMS.

Nesta semana, três construtoras que atuam no Sistema Minas-Rio abriram mais de 50 oportunidades de empregos para Conceição do Mato Dentro. Clique aqui para saber mais.

Texto da Anglo American adaptado.

Leia também: Construtoras abrem mais de 50 vagas em Conceição do Mato Dentro

Close