Belo HorizonteCoronel FabricianoMinas GeraisPlantão PolicialViolência

Operação nacional em combate à pedofilia prende homens em BH e Coronel Fabriciano

As buscas também acontecem em mais sete estados, cumprindo 28 mandados no total

Minas Gerais é alvo de operação nacional contra pedofilia infantil na internet, deflagrada na manhã de ontem (23) pela Polícia Federal (PF).

Duas pessoas foram presas em situação de flagrante após dois mandados de busca e apreensão destinados a Belo Horizonte e Coronel Fabriciano, no Vale do Rio Doce.

O objetivo da operação é reprimir a prática de crimes de produção, armazenamento e distribuição de material pornográfico envolvendo crianças e adolescentes.

A operação tem o nome de “Nêmesis” e conta com cerca de 120 policiais federais. No total, são 28 mandados de busca e apreensão, sendo que dois ainda são em BH e Coronel Fabriciano. Os outros 26 são cumpridos no Rio de Janeiro (12), Rio Grande do Sul (6), Santa Catarina (3), São Paulo (2), Sergipe (1), Maranhão (1) e Paraíba (1).

Divulgada às 11h, atualizações sobre o caso afirmam que a PF já havia cumprido 19 dos 18 mandados de busca, e detido oito pessoas em flagrante.

Segundo a Polícia Federal, o nome da operação faz referência à grega, em que Nêmesis é uma deusa conhecida como a deusa da Vingança. Sua função era restabelecer o equilíbrio quando a justiça não era praticada.

A data de desencadeamento da operação, 23 de maio (hoje), é em alusão à semana do dia 18 de maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, registrado em memória ao Caso Araceli.

O crime aconteceu no dia 18 de maio de 1973, quando a menina Araceli Crespo, de 8 anos, foi violada e brutalmente assassinada. Jamais se identificaram e puniram os culpados.

Deixe seu comentário

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: