Celso Cota perde no TRE-MG e não tomará posse como prefeito de Mariana-MG no dia 1º de janeiro

Celso Cota perde no TRE-MG e não tomará posse em Mariana
Foto: Facebook/Reprodução

Por 4 votos a 1, o candidato mais votado nas Eleições 2020 em Mariana não tomará posse do cargo de prefeito da cidade no dia 1º de janeiro. Nesta sexta-feira (18), o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) concordou com a decisão da Justiça Eleitoral Municipal de Mariana, que indeferiu a candidatura de Celso Cota no mês de outubro, ao rejeitar o recurso da chapa. Na ocasião, o candidato recorreu da decisão em 1ª instância, o que permitiu que o seu nome aparecesse na urna eletrônica.

Apesar do ex-prefeito poder recorrer da decisão na terceira instância, ele terá que esperar a análise do recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para só depois tomar posse em uma eventual decisão favorável da corte à sua candidatura. O órgão entra em recesso forense a partir da próxima segunda-feira (20) e só volta no dia 7 de janeiro de 2021. Até que o recurso seja julgado, o presidente da Câmara, que será escolhido no dia 1º de janeiro, assume interinamente o Executivo Municipal.

A ação de impugnação da candidatura de Cota foi impetrada na Justiça pela Coligação Participação e Confiança, composta pelos candidatos Newton Godoy (prefeito) e Tenente Freitas (vice), pelo Partido Democrático Trabalhista – PDT e pelo Ministério Público Eleitoral.

De acordo com a sentença da Justiça Eleitoral Municipal,  o ex-prefeito de Mariana foi condenado em ação de improbidade administrativa, ficando com suspensão dos direitos políticos por sete anos, de 9 de novembro de 2009 a 2 de junho de 2010 e de 2 de junho de 2015 a 9 de novembro de 2021 – o que gerou, também, a suspensão da sua inscrição eleitoral pelo mesmo período.

Mesmo com a situação eleitoral complicada, o candidato deu prosseguimento à sua candidatura, e foi o candidato mais votado em Mariana no dia 15 de novembro, tendo como vice o vereador Cristiano Vilas Boas, do PT.

Prefeito Duarte Júnior se manifesta

Pelas redes sociais, o atual prefeito de Mariana Duarte Júnior, que apoiou o candidato Newton Godoy, que ficou em segundo lugar nas Eleições 2020, disse que não é momento de comemorar:

– O momento é um momento de muito cuidado. O covid na nossa cidade, como no país, aumentou muito. Isso sim, é verdade, por causa das Eleições, que o TSE autorizou e tem trago reflexos nesse momento… Acho que o Senhor Celso Cota errou. Ele não deveria ter colocado o seu nome à disposição da população de Mariana. Sabia que sua situação era muito delicada e isso traz um novo transtorno para Mariana. Comemorar o quê se a gente não sabe quem vai assumir a cidade em um momento tão delicado como esse.

Assista a íntegra da manifestação do prefeito:

Deixe um comentário

Rodolpho Bohrer

Rodolpho Julio Marci Bohrer é socio-fundador e diretor geral do Mais Minas. Estuda jornalismo na Universidade Cruzeiro do Sul e atualmente é repórter de política, cidades e loterias.

Contato: comunicacao@maisminas.org