Prefeitura de BH estuda obras na Avenida Amazonas para ‘MOVE’

Por

Após cinco anos da instalação do ‘MOVE’ na capital mineira, foi anunciada, pela prefeitura, a construção de uma faixa para transporte rápido na avenida Amazonas, região Oeste de BH. O início das obras está marcada para ter início em 2021, já que a empresa responsável pelo trânsito belo-horizontino, BHTrans, disse que falta recursos para investir no transporte coletivo e que seria necessário o empréstimo de 100 milhões de dólares com o Banco Mundial.

Em uma entrevista exclusiva do presidente da empresa BHTrans, Célio Bouzada, para o jornal “O Tempo”, foi esclarecido a vontade de criar um corredor para transporte coletivo rápido e ciclovias na Avenida Amazonas, no bairro Barreiro. Para uma obra como essa, seria investido 40 milhões de dólares, junto com intervenções urbanísticas no bairro Jatobá. A velocidade média dos ônibus no trecho é de 13 km/h, com a implementação das novas faixas exclusivas para transporte rápido, o número pode subir para 20 km/h

Em 2016, o Ministério do Desenvolvimento Regional avaliou o projeto do ‘MOVE’ na avenida Amazonas como algo insustentável, e seus recursos foram realocados e destinados à outras áreas. Outros meios de transporte poderiam ser a solução, investindo nos metrôs, no caso.

Há muito tempo o trânsito na Avenida Amazonas traz dor de cabeça para os belo-horizontinos. Há cerca de 30 anos, o local, sendo o de maior tráfego de ônibus na cidade, já recebe faixas preferenciais, e ainda o problema não foi resolvido.

Deixe seu comentário

Tags :

Postado em 15 de agosto de 2019