Prefeitura de Coronel Fabriciano decreta reabertura do comércio
Crédito da foto: Facebook / Prefeitura de Coronel Fabriciano

O prefeito de Coronel Fabriciano, Marcus Vinícius Bizarro, confirmou nesta sexta-feira (27) que o comércio da cidade poderá novamente abrir as portas a partir do próximo sábado (28). O representante do Executico municipal proferiu o novo decreto através de uma live no perfil oficial da Prefeitura no Facebook, e, assim que for publicado no diário oficial, as lojas poderão ser reabertas sem restrições.

Após longa reunião na manhã desta sexta-feira, 27, com a presidência da Câmara de Vereadores, Sindicato do Comércio, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e integrantes do Comitê Gestor de Crise instalado para comandar as ações de combate ao novo Coronavírus, o prefeito de Coronel Fabriciano, Dr. Marcos Vinicius publicou no meio da tarde de hoje um novo decreto que autoriza a reabertura do comércio com restrições e o retorno às atividades de outros setores da economia e do serviço público. A rodoviária também foi reaberta.

As empresas comerciais terão horário diferenciado por setor, e , indústrias, prestadores de serviços, empresas de construção civil, restaurantes e estabelecimentos congêneres, terão que adotar medidas de prevenção e contenção da propagação do coronavírus, como a capacitação dos trabalhadores para procedimentos de higienização cotidiana, uso de saneantes e desinfecção dos ambientes de trabalho, entre outras.

Trabalhadores do grupo de risco deverão ser afastados das funções e a lotação máxima dos estabelecimentos deverá respeitar 1 pessoa por 4m², contando os funcionários.

Para evitar aglomerações, os empresários são orientados a trabalhar em turnos diferentes, com agendamento e atendimentos individualizados. Os que optarem pelo retorno à atividade também precisam assinar um termo de responsabilidade e ciência disponibilizado no Portal da Prefeitura e anexar em local visível.

O comércio varejista de peças automotivas, material de construção e elétrico, ortopédicos e médicos, jornais e revistas, bem como os atacadistas de bens e prestação de serviços poderão funcionar das 7h às 13h. Já as lojas de cosméticos e perfumaria, utilidades domésticas, armarinhos, similares e lojas de artigos infantis, móveis, eletrodomésticos, eletroeletrônicos, óticas, tecidos, vestuário e calçados, equipamentos e materiais de escritório, papelarias e livrarias e materiais de informática e comunicação deverão funcionar das 12h às 18h. Fora destes horários, os estabelecimentos podem prestar serviços internos ou de delivery.

Coronel Fabriciano tem, atualmente, um caso confirmado de coronavírus, 153 casos em investigação e 45 descartados.

Demais Setores

Clínicas médicas, de estética, odontológicas e salões de beleza não têm restrição de horário, mas devem seguir as mesmas normas de restrição às aglomerações. Hotéis e similares deverão promover higienizações periódicas com atenção especial à limpeza dos quartos. Todos os estabelecimentos deverão disponibilizar álcool gel e outros meios de assepsia.

Bares, restaurantes e similares deverão respeitar as normas de lotação de 1 pessoa por 4m² e a distância de 2 metros entre as mesas. As medidas estão alinhadas com o funcionamento do transporte coletivo que deverá funcionar com 50% da capacidade, com o ar condicionado desligados e sem passageiros em pé.

Cultos religiosos e academias deverão respeitar as normas de lotação e impedir a participação de pessoas com mais de 60 anos. A íntegra do decreto está no Diário Oficial do Município. O descumprimento implica advertência, multa e até a perda do alvará em casos de reincidência habitual.

Serviços Públicos

As aulas da rede municipal continuam suspensas até o dia 7 de abril, prazo que pode ser prorrogado. O expediente nas repartições públicas funcionará em regime de escala e revezamento de profissionais. Em Fabriciano, a Prefeitura mantém o Tele Orientação – EuSaúde, com atendimento 24 horas por dia via WhatsApp pelo telefone (31) 99674-7263. Outra medida da prefeitura foi a criação da Unidade de Referência Coronavírus na rua Albert Scharlet, s/n, das 7h às 22h, inclusive nos finais de semana e feriados.

Suspensão da quarentena

Recentemente, na última terça-feira (24), o presidente da República, Jair Bolsonaro, declarou, nas emissoras de televisão de rede nacional, que fosse suspensa ou flexibilizada a quarentena vivida pelo país para que a atividade econômica não seja prejudicada, contrariando completamente as orientações dadas pelos médicos, cientistas e a Organização Mundial de Saúde (OMS). “Algumas poucas autoridades estaduais e municipais devem abandonar o conceito de terra arrasada, a proibição de transportes, o fechamento de comércio e o confinamento em massa”, declarou o presidente.

O pronunciamento foi alvo de um “panelaço”, e recebeu duras críticas de especialistas, o que acirrou a disputa política que vem travando com os governadores estaduais, que adotaram o isolamento em massa.

Veja também: Minas Gerais tem 189 casos de coronavírus confirmados e 28 óbitos em investigação

Comentários do Facebook

Receba notícias do Mais Minas através do nosso grupo oficial do WhatsApp. Não se preocupe, somente nosso número conseguirá fazer publicações, evitando assim conteúdos impróprios e inadequado. Participe: ENTRAR.

Faça parte também das nossas redes sociaisFacebook e Instagram. Siga o Mais Minas no Google Notícias clicando aqui.