O que você procura?


Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

Com estoque de sangue acabando, Hemominas necessita de doações

Carla Cruz 27 de março de 2020 às 11:20
Tempo de leitura
3 min

A atual situação pandêmica do coronavírus, vem prejudicando vários setores, entre eles, a doação de sangue. No mês de março, houve a redução de cerca de 25% do número de doadores em Minas Gerais. Por isso, a Fundação Hemominas informou que seus estoques de sangue devem durar apenas mais cinco dias, sendo necessário novas doações.

Segundo a fundação, os estoques em alerta são dos seguintes tipos sanguíneos: O negativo, O positivo, A positivo, A negativo e AB negativo. O sangue AB positivo está estável, já o B positivo e o B negativo, estão em nível adequado.

O que muito preocupa, é o fato de que o sangue O positivo é o mais frequente na população, e o O negativo é o tipo sanguíneo universal, sendo utilizado em casos de emergência. Veja o gráfico disponibilizado pela Hemominas (dados colhidos ontem (26), às 10h46):


Com estoque de sangue acabando, Hemominas necessita de doações

Crédito da foto: Divulgação/Fundação Hemominas

Como doar?

No atual momento, para evitar aglomerações nas unidades de coleta, a indicação é agendar um horário no site da fundação ou pelo App MGapp.

Durante os próximos dias, haverá a coleta em algumas cidades mineiras. Em Barbacena, no dia 30, de 09h às 15h e em Lavras, no dia 31, de 07h30 às 11h.

Veja o calendário completo clicando aqui.

Quem pode doar?

Para doar sangue, é preciso ter entre 16 e 69 anos e pesar mais de 50kg. O requisito essencial é estar com a saúde em dia e seguir os seguintes passos:

  • Estar alimentado. Evite alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação de sangue.
  • Caso seja após o almoço, aguardar 2 horas.
  • Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas.
  • Pessoas com idade entre 60 e 69 anos só poderão doar sangue se já o tiverem feito antes dos 60 anos.
  • A frequência máxima é de quatro doações de sangue anuais para o homem e de três doações de sangue anuais para as mulher.
  • O intervalo mínimo entre uma doação de sangue e outra é de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres.

Quem não pode doar?

Em decorrência da Pandemia, outros grupos ficam proibidos de doar, além de pessoas com febre, gripe ou resfriado, diarreia recente, grávidas e mulheres no pós-parto. Entenda:

  • Pessoas vindas de países com casos confirmados de COVID-19 deverão esperar por 14 dias após o retorno  para poder doar, se não sentirem nenhum sintoma.
  • Quem testar positivo para o novo coronavírus, a doação só será permitida 30 dias após a recuperação.
  • Indivíduos que tiveram contato com pessoas infectados deverão esperar por pelo menos 14 dias.
  • Pessoas que apresentam resfriado comum, sem histórico de viagem para áreas endêmicas ou contato com pessoas com suspeita poderão doar 30 dias após o término dos sintomas.
Leia também: Hospital da rede privada disponibiliza estrutura para combate ao coronavírus em Betim

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.

Última atualização em 13 de setembro de 2021 às 17:02