Belo HorizonteCorpo de BombeirosMinas Gerais

Sobe o número de ocorrências de incêndio em vegetação

Número de queimadas sobe cerca de 32% no primeiro semestre, em relação a 2018

A época do ano em que nos encontramos é uma das mais propensas as queimadas, pela baixa umidade do ar e pequena incidência de chuvas. Por isso, é comum o aumento de focos de incêndio em áreas de vegetação, geralmente mais secas.

E como se não bastasse o fator climático, a ação imprudente do homem acaba aumentando ainda mais o problema. Para se ter ideia, segundo o Corpo de Bombeiros Militares de Minas Gerais, o número de focos de incêndio em vegetação subiu cerca de 32%, de janeiro a junho deste ano, em relação ao mesmo período de 2018.

Em todo o estado, no primeiro semestre de 2018, foram registrados 4.148 focos de incêndio, uma média de 23 por dia. Já em 2019, o número subiu para 5.477, aumentando a média para 30 ocorrências diárias. O aumento foi de 32,04%. Já na região metropolitana de Belo Horizonte, foram mil ocorrências de fogo em vegetação no período, em 2018. Em 2019, por sua vez, já foram registrados 1.208 casos. A variação foi de 20,08%, no crescimento das ocorrências. Em Belo Horizonte, especificamente, foram registrados 532 casos no ano passado, contra 568 no mesmo período do ano presente. O aumento foi de 6,77%.

Se contar todo o ano de 2018, de janeiro a dezembro, 10.810 ocorrências de incêndio em vegetação foram registradas em Minas Gerais.

 

Sobe o número de ocorrências de incêndio em vegetação
Tabela mostra o dado dos incêndios em vegetação no estado – Crédito da imagem: Corpo de Bombeiros Militares de Minas Gerais

Dicas de segurança para evitar incêndios em vegetação

Segundo o Corpo de Bombeiros, incêndios em vegetação podem ser evitados se algumas precauções forem tomadas. São elas:

– Não soltar balões ou fogos de artifício perto de matas ou áreas rurais;

– Não lançar guimbas de cigarros acesos, pelas janelas de veículos, ou no chão, em áreas rurais ou às margens de rodovias;

– Evitar o acúmulo de lixo em lotes vagos;

– Ao realizar a capina de um lote vago, ensacar os resíduos; não realizar a queima destes;

– Denunciar quaisquer ações criminosas ou negligentes que possam culminar em um incêndio florestal, pelo número 181 (Disque Denúncia).

Deixe seu comentário

Etiquetas
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar