CrimesDestaqueMinas GeraisPlantão Policial

Homem invade a casa da ex-companheira e atira nela e nos pais

Na madrugada deste sábado (14), a polícia foi acionada em Jeceaba, na Região Central de Minas Gerais, após uma denúncia via 190. O chamado dizia que um homem, conhecido como “Copasa” havia atirado seis vezes dentro da casa da ex. Ao chegarem no local, que fica no centro da cidade, os políciais encontraram os vizinhos e familiares. As vítimas já haviam sido encaminhadas para o hospital.
O suspeito de ter atirado em três pessoas da mesma família e matar uma delas, é José Amilton Dias Mendes, de 43 anos. As vítimas, de acordo com a Polícias Militar são, a ex companheira dele, de 24 anos, a ex-sogra, de 46 e o ex-sogro, que morreu, de 52 anos.
Segundo a PM, as informações citam que o homem invadiu a casa das vítimas na madrugada deste domingo, por volta das 4h30. Após o crime, ele fugiu em um Uno branco, em direção a Santa Cruz, na zona rural.
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, entretanto, como o homem de 52 anos estava inconsciente, foi levado ao hospital em um carro particular. A morte da vítima foi confirmada às 6h18 da manhã. Foi constatado que ele havia sido atingido por um tiro na cabeça.
A ex-sogra do suspeito foi atingida com um tiro no peito e a ex-companheira, além de levar dois tiros na mesma região, foi esfaqueada. Mesmo ferida, a vítima conseguiu dizer aos policiais quem era o autor do crime e que antes de fugir, ele ameaçou voltar para matá-la e também matar o filho que tiveram juntos, de 2 anos.
As duas mulheres foram transferidas para o Hospital Maternidade de Conselheiro Lafaiete, já o corpo do homem assassinado foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) do mesmo município.
O 31º Batalhão de Polícia Militar de Conselheiro Lafaiete emitiu uma nota dizendo que “o autor José Amilton Dias Mendes possui prontuário policial pelo crime de tráfico de drogas, lesão corporal, contrabando ou descaminho, ameaça, desobediência, entre outros”. Citando ainda que “A PMMG lamenta profundamente o ocorrido e se compromete a empreender todos os esforços na localização do autor, e ressalta que desde 2017 não ocorria crime de homicídio na cidade de Jeceaba”.
Na tarde deste sábado, a Polícia Civil informou que o suspeito continuava foragido e que será solicitada a prisão preventiva dele.

Deixe seu comentário

Etiquetas
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar