Take a fresh look at your lifestyle.

Usiminas entra em contagem regressiva para o religamento do Alto-Forno 1 e realizar 120 contratações

Após nove meses desde o anúncio da Usiminas sobre a retomada do Alto-Forno 1 da Usina de Ipatinga, finalmente a siderúrgica está em contagem regressiva para o efetivo aumento de sua produção no Vale do Aço, pois a obra já está na fase de teste de equipamentos e sistemas, e a reativação tem previsão de inauguração para o próximo mês de abril. A expectativa da Usiminas é aumentar a produção de ferro-gusa e atender a crescente demanda de mercado.

“Com a retomada do Alto-Forno 1, a siderúrgica espera fortalecer sua competitividade e, reacendê-lo dentro do prazo previsto demonstra que toda a equipe está engajada na conquista desse resultado”, afirma o presidente da Usiminas, Sergio Leite.

Para a realização da obra, a Usiminas investiu cerca de  R$ 80 milhões e movimentou a economia local com geração de quase 600 empregos diretos e indiretos. Para o retorno operacional do Alto-Forno, 86 empregados diretos já foram contratados para atuar nas áreas de Redução e Aciaria e a expectativa é que o número chegue a 120 vagas com a contratação em áreas relacionadas.

A obra, executada pela Montagem Industrial da Usiminas Mecânica, está na fase de reparo da carcaça do Alto-Forno 1 e trabalhos nos regeneradores (equipamento que tem a função de aquecer o ar que alimenta o alto-forno a mais de 1.000ºC). Testes individuais estão sendo realizados em todos os equipamentos já montados, bem como nos sistemas integrados.

Artigo adaptado com informações da Usiminas.

Leia também:

Close