Comunicação: o eterno dilema da Prefeitura Municipal de Ouro Preto

NEWSLETTTER

RECEBA O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS DIARIAMENTE
Digite seu Nome:

Digite seu E-mail:

Escolha o tipo e/ou às localidades que você deseja receber notícias -

Destaques

Incêndio em fábrica de Ribeirão das Neves deixa uma pessoa ferida

Um senhor de idade ainda não divulgada foi vítima das chamas que atingiram a fábrica de tecido Ematex, localizada...

Vale é obrigada a retirar animais de área de barragem em Ouro Preto

Após elevação do nível 2 de emergência na mina Doutor, em Ouro Preto, ocorrida na última quarta-feira, 1º de...

Cadastro para receber auxílio emergencial de R$ 600 começará na terça-feira (7)

O Governo Federal lança na próxima terça-feira (07.04) um aplicativo para os trabalhadores sem cadastro nos programas sociais inserirem...

Como higienizar compras feitas por delivery durante a quarentena

Os brasileiros que já estavam se adaptando aos aplicativos que oferecem o serviço de delivery de comida pronta, como...

Praça da Liberdade e Parque JK são interditados pela Prefeitura de Belo Horizonte para evitar aglomerações

A partir do próximo sábado (4), a Praça da Liberdade, no bairro Funcionários, e o Parque JK, no bairro...

Se pudéssemos resumir a atual gestão da Prefeitura de Ouro Preto, sem dúvida diríamos: falta de comunicação. É impressionante como mesmo acertando, o executivo municipal consegue errar simplesmente por não conversar direito com o povo ou divulgar corretamente suas ações concretas.

Nesses anos todos que observo e comento a política regional, nunca vi tamanha inabilidade de um setor como temos assistido desde o início de 2017. Situações simples, como poda de árvores, ou mesmo construções de academias ao ar livre acabam virando polêmica simplesmente pela falta de diálogo!

Em pleno século XXI, onde a propaganda segue sendo a alma (ou arma) do negócio, com as redes sociais em pleno vapor debatendo assuntos diversos, alguns inclusive falsos, chama a atenção tamanho descaso, para não dizer incompetência, no setor que deveria ser um dos mais importantes da gestão municipal.

Sem dúvida alguma, contribui com esse fato o perfil tecnocrático de alguns membros do poder público municipal, também mestres em não se comunicar, ou pior, se informar de modo errôneo, batendo cabeça e gerando disse-me-disse que só criam ainda mais polêmica desnecessária no já tenso clima político local.

Ouvir o povo é uma obrigação que poucos gestores possuem, mas cobrar sua ausência, é muito comum. Com frequência ouvimos que a população não participa das decisões, mas ela é chamada? Comunicada? De forma geral, quando é lembrada, é somente através de seus representantes convocados em cima da hora. Será que é desorganização ou manobra para evitar a participação popular?

Nos conselhos é a mesma coisa. Com salvas exceções, o que observamos é um show de horrores com pautas sendo atropeladas, debates negados e aprovação a toque de caixa. Por que ouvir o povo é tão complexo? Ou é só incompetência administrativa? Difícil afirmar quando temos tanta dificuldade de comunicação…

Até mesmo aliados políticos reclamam dessa pauta. Será que está na hora dos gestores escutarem o clamor popular? É surreal tanta informação trocada, tanto tiro no pé e tamanha falta de debate. Será somente incapacidade dos responsáveis?

Pelo sim, pelo não, fica a dica: comunica prefeitura! Divulgar as ações, ouvir o povo e debater com a sociedade pode fazer toda a diferença! No presente e no futuro!

Até a próxima.

 

- Advertisement -