Mais de 100 foragidos são presos em MG depois de solicitarem o auxílio emergencial

A Polícia Militar, em parceria com o Ministério Público, iniciou uma operação na última sexta-feira (12), nomeada como “Operação Desfalque”, em 19 regiões de Minas Gerais. A primeira fase da ação prendeu, na quarta-feira (17), 144 foragidos após terem solicitado o auxílio emergencial concedido pelo Governo Federal para o período pandêmico da Covid-19.

De acordo com a PM, as pessoas consideradas foragidas foram encontradas e presas após o pedido do auxílio. Entre os alvos, 140 já possuem registro de ocorrência, sendo 117 registrados por crimes diversos e 82 por crimes violentos, como homicídio, roubo, extorsão, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, sequestro e estupro de vulnerável.

Entre os presos, um possui 45 passagens pela Polícia Militar e outros 11 possuem dez ou mais registros criminais. Em Belo Horizonte, capital mineira, 16 pessoas foram presas devido a mandados de prisão em aberto.

As prisões aconteceram em 19 regiões de Minas Gerais, sendo motivadas pelos mandados em aberto e não pela solicitação ao auxílio. A listagem com o nome dos foragidos foi distribuída em todas as PMs do estado.

Foi finalizada apenas a primeira fase da “Operação Desfalque”, que continua em andamento em alguma regiões mineiras.

Leia também: Ufop desliga estudante por fraude no sistema de cota racial

Comentários estão fechados.