Menu

PIS e PASEP 2023: saiba se você vai receber o benefício

19/09/2023 às 13:00
Tempo de leitura
6 min
Imagem: Canva
Imagem: Canva

O Programa de Integração Social (PIS) e o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP) são dois dos benefícios mais importantes para os trabalhadores brasileiros. 

Eles têm uma longa história de apoio financeiro e assistência aos trabalhadores, proporcionando uma base sólida para a estabilidade financeira de muitos brasileiros. 

Neste artigo, vamos explorar a história desses benefícios, quem tem direito a eles, como recebê-los e as regras que regem cada um.

A História dos Benefícios: PIS e PASEP

O PIS foi criado em 1970, durante o governo do presidente Emílio Garrastazu Médici. O objetivo era integrar o trabalhador ao desenvolvimento da empresa e, consequentemente, ao desenvolvimento do país. Ele é destinado aos trabalhadores do setor privado.

Já o PASEP foi instituído em 1975, durante o governo do presidente Ernesto Geisel, para atender aos servidores públicos. Assim como o PIS, o PASEP tem a finalidade de contribuir para o desenvolvimento do Brasil, através da distribuição de recursos para os servidores públicos.

Quem tem Direito?

O PIS é destinado aos trabalhadores do setor privado que atendam a determinados critérios. Para ter direito ao benefício, o trabalhador deve:

  • Ter trabalhado com carteira assinada por pelo menos 30 dias no ano-base.
  • Ter seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).
  • Receber uma média mensal de até dois salários mínimos.

Já o PASEP é destinado aos servidores públicos, incluindo os militares. Os critérios para receber o benefício são:

  • Estar cadastrado no PASEP há pelo menos cinco anos.
  • Ter trabalhado como servidor público ou militar por pelo menos 30 dias no ano-base.
  • Ter recebido remuneração mensal média de até dois salários mínimos.

Como Receber o Benefício?

Para receber o PIS, os trabalhadores do setor privado podem seguir os seguintes passos:

  • Verificar o calendário de pagamento divulgado pela Caixa Econômica Federal.
  • Ter em mãos o Cartão Cidadão e a senha cadastrada.
  • Dirigir-se a uma agência da Caixa, lotérica ou correspondente Caixa Aqui para sacar o benefício.

Os servidores públicos que têm direito ao PASEP podem seguir procedimentos semelhantes:

  • Verificar o calendário de pagamento divulgado pelo Banco do Brasil.
  • Ter em mãos o número de inscrição no PASEP e um documento de identificação.
  • Dirigir-se a uma agência do Banco do Brasil para sacar o benefício.

Regras de Cada Benefício

É importante entender as regras que regem cada benefício para garantir que você está apto a recebê-lo. Além dos critérios de elegibilidade mencionados anteriormente, é fundamental estar ciente de algumas particularidades:

  • O PIS é pago anualmente e o calendário de pagamento é definido de acordo com a data de nascimento do trabalhador.
  • O PASEP é pago de acordo com o número de inscrição e também segue um calendário anual.

O pagamento de ambos os benefícios é proporcional ao tempo de trabalho no ano-base. Quanto mais tempo trabalhado, maior será o valor a receber.

Perguntas frequentes 

Quem tem direito ao PIS e ao PASEP?

O PIS é destinado aos trabalhadores do setor privado que atendam a critérios específicos, como ter trabalhado com carteira assinada por pelo menos 30 dias no ano-base e receber uma média mensal de até dois salários mínimos. 

O PASEP, por sua vez, é destinado aos servidores públicos, incluindo os militares, que estejam cadastrados há pelo menos cinco anos e tenham trabalhado como servidor público ou militar por pelo menos 30 dias no ano-base.

Como faço para saber se tenho direito ao PIS ou ao PASEP?

Para verificar se você tem direito ao PIS, é necessário consultar o calendário de pagamento divulgado pela Caixa Econômica Federal e verificar se atende aos critérios de elegibilidade. 

No caso do PASEP, você pode verificar o calendário de pagamento divulgado pelo Banco do Brasil e conferir se cumpre os critérios estabelecidos.

Como é calculado o valor do PIS ou PASEP que vou receber?

O valor do PIS e do PASEP é calculado com base no tempo de trabalho no ano-base e na remuneração. Quanto mais tempo você trabalhou e maior foi sua remuneração, maior será o valor do benefício.

Quais são os documentos necessários para sacar o PIS ou PASEP?

Para sacar o PIS, você geralmente precisa do Cartão Cidadão e da senha cadastrada. No caso do PASEP, é necessário ter o número de inscrição no PASEP e um documento de identificação.

O que fazer se meu empregador não informou meus dados corretamente para o PIS?

Se seus dados não foram informados corretamente, é importante entrar em contato com seu empregador para corrigir a situação. Caso contrário, você pode ter dificuldades para receber o benefício.

Como é feito o pagamento do PIS e do PASEP?

O pagamento do PIS é feito de acordo com o calendário de nascimento do trabalhador e pode ser sacado em agências da Caixa, lotéricas ou correspondentes Caixa Aqui. O PASEP segue um calendário de acordo com o número de inscrição e é sacado em agências do Banco do Brasil.

O que acontece se eu não sacar meu PIS ou PASEP no prazo?

Se você não sacar o benefício dentro do prazo estabelecido, o valor pode ser destinado ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), e você perderá o direito de recebê-lo.

Em resumo, o PIS e o PASEP são benefícios importantes que têm como objetivo apoiar os trabalhadores brasileiros e contribuir para o desenvolvimento do país. 

Conhecer os critérios de elegibilidade, as regras de pagamento e o calendário de recebimento é essencial para garantir que você aproveite ao máximo esses recursos em 2023. 

Certifique-se de estar informado e preparado para receber esses benefícios tão importantes para a sua estabilidade financeira.

Última atualização em 19/09/2023 às 15:44