República de Ouro Preto faz vaquinha depois de sofrer desvio de mais de meio milhão de reais

Por Elis Bohrer
0 comment

A república estudantil masculina Partenon, que fica em Ouro Preto, disponibilizou um link para receber doações depois de ter mais de R$ 515 mil desviados por um morador que estuda Ciências Econômicas na Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). 

República de Ouro Preto faz vaquinha depois de sofrer desvio de mais de meio milhão de reais
O caso é investigado pela Polícia Civil de Minas Gerais — Foto: Google Street View / Reprodução

De acordo com a nota publicada pela república, os atuais moradores estavam em um processo de aquisição de um imóvel próprio e para isso pouparam, durante anos, os lucros de festas como o carnaval e a festa do doze para atingir o valor necessário para a compra do bem, mas tiveram o plano frustrado por conta do sumiço do dinheiro. 

Ainda em nota, a república explicou que só tomou conhecimento do desvio no início do mês de março desde ano, quando o advogado do estudante, que era o tesoureiro da república, entrou em contato. Eles também publicaram que outras duas pessoas foram vítimas do estudante. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. 

Neste momento, a república tenta pagar os débitos do carnaval, referentes a alimentação, segurança, entre outras demandas, que totalizam o débito de R$ 70 mil. ” Contamos com a compreensão dos nossos credores, afirmando que pretendemos honrar todos os nossos compromissos e dívidas, pois prezamos pela confiança estabelecida em todos esses anos”, publicaram os moradores nas redes sociais da república.

Localizada no coração da cidade, no bairro Rosário, a República Partenon é uma das mais procuradas para hospedagem e festas durante o Carnaval. Ela é particular, mas tem como uma de suas diretrizes oferecer moradia de baixo custo para estudantes universitários. Com quase 30 anos de existência, a casa já recebeu mais de 50 moradores, no entanto todos ainda pagam aluguel.

“No fim de 2022, este sonho esteve mais próximo, quando encontramos uma casa em Ouro Preto e assinamos um contrato de compra e venda. Porém, em março de 2023, nossos planos foram alterados de uma forma que jamais esperaríamos”, publicaram os estudantes com pesar. 

Agora os atuais e ex-moradores se unem em uma corrente do bem para tentar sanar os transtornos financeiros causados pelo desvio. 

Link para doar: www.vakinha.com.br/vaquinha/ajude-a-partenon-a-se-manter-viva

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. aceitar LER MAIS