TSE forma maioria pela condenação e inelegibilidade de Jair Bolsonaro

Por Rodolpho Bohrer
0 comment

Na tarde desta sexta-feira (30), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) chegou a uma maioria em favor da condenação e inelegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Com o voto da ministra Cármen Lúcia, o placar ficou em 4 a 1 contra o ex-presidente, durante a retomada do julgamento.

TSE forma maioria pela condenação e inelegibilidade de Jair Bolsonaro
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Antes mesmo da leitura da síntese do voto, a ministra adiantou sua posição favorável à condenação de Bolsonaro. Esta é a quarta sessão realizada para analisar o caso, restando ainda os votos dos ministros Nunes Marques e Alexandre de Moraes, que é o presidente da Corte.

Bolsonaro está sendo julgado devido a uma reunião realizada no Palácio da Alvorada com embaixadores estrangeiros, na qual ele difamou, sem apresentar provas, o sistema eleitoral brasileiro. Esse encontro foi transmitido pela TV oficial do governo.

Durante a reunião, que ocorreu pouco antes do início do período eleitoral, o ex-presidente fez ataques às urnas e ao sistema eleitoral, repetindo alegações já desmentidas de fraudes.

No julgamento no TSE, a defesa argumentou que o sistema eletrônico de votação não deve ser considerado um tema tabu na democracia e que a reunião em questão foi um evento diplomático.

Em relação ao vice-presidente na chapa de Bolsonaro, Braga Netto, que também está sendo julgado, cinco votos foram favoráveis à sua absolvição, o que indica uma maioria a seu favor.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. aceitar LER MAIS