Zema solicita apoio do Exército para o combate ao coronavírus
Crédito da foto: Facebook / Governo de Minas Gerais

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), fez um pronunciamento na tarde desta terça-feira (31), por transmissão online, anunciando que o Exército Brasileiro foi solicitado para dar apoio ao combate contra o coronavírus no estado. De acordo com Zema, a função das tropas é de atuar na desinfecção de estações de aglomeração de pessoas, junto do Corpo de Bombeiros (CBMMG) e da Defesa Civil estadual.

Romeu Zema ainda falou sobre a situação do coronavírus em Minas Gerais e anunciou novas estratégias para o enfrentamento da doença, além de ampliar a capacidade da Fundação Ezequiel Dias (Funed), instituto responsável por avaliar os exames para detecção do coronavírus.

Quanto à economia, Zema disse que a previsão de queda na arrecadação do estado causada pelo coronavírus está prevista em R$ 7,5 bilhões. Antes do surto da pandemia do COVID-19, Minas Gerais já se encontrava em crise fiscal, com déficit de 13,29 bilhões.

SUS

De acordo com o governador de Minas Gerais, houve queda no número de internações no Sistema Único de Saúde (SUS) no estado nos últimos cinco dias, após uma semana do anúncio das medidas de isolamento social. “Isso mostra que estamos no caminho certo. Mostra que acertamos a medida e que precisamos manter esta direção. Talvez tenhamos ganho a primeira batalha, mas ainda temos uma guerra grande pela frente”, disse.

Indenização Brumadinho

Também foi anunciado pelo governador que a mineradora Vale ira adiantar ao Governo Estadual o pagamento indenizatório referente ao rompimento da barragem de Brumadinho, com o valor de R$ 500 milhões. De acordo com Zema, já houve o acordo entre o estado e a mineradora. A liberação do recurso depende agora apenas da liberação judicial.

“Teremos, em breve, um reforço de R$ 500 milhões para prosseguirmos com as ações de suporte à saúde. Esse dinheiro é uma antecipação da indenização devida pela vale, oriunda de um bloqueio judicial em que as ações que o estado move contra a mineradora pelo rompimento da barragem de Brumadinho. Já solicitamos o recurso, e a empresa concordou. Resta agora, apenas, a liberação judicial”, disse Romeu Zema.

Coronavírus em Minas Gerais

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES), divulgado nesta terça-feira (31), mais uma morte por coronavírus foi registrada em Minas Gerais. O segundo óbito confirmado é de um paciente de 66 anos, de Belo Horizonte, que tinha cardiopatia e diabetes. No total, agora são dois óbitos, 275 casos confirmados e 34.224 casos suspeitos para COVID-19 no estado.

Comentários do Facebook

Receba notícias do Mais Minas através do nosso grupo oficial do WhatsApp. Não se preocupe, somente nosso número conseguirá fazer publicações, evitando assim conteúdos impróprios e inadequado. Participe: ENTRAR.

Faça parte também das nossas redes sociaisFacebook e Instagram. Siga o Mais Minas no Google Notícias clicando aqui.