A esperança está na base? Confira como foi a estreia de Paulo Autori como treinador

Por Davi Guimarães
0 comment

Com a demissão de Zé Ricardo, o Cruzeiro precisou correr contra o tempo em busca de um nome para comandar a equipe nessa reta final de campeonato. Com a falta de opções que interessassem a SAF no mercado, a diretoria celeste optou por escolher Paulo Autuori como técnico interino até o fim da competição.

Autuori fez sua estreia como técnico interino do Cruzeiro no último sábado (18). Foto: Staff Images / Cruzeiro / Flickr

Entretanto, o técnico campeão da Libertadores com a raposa em 1997, já havia declarado em diversas oportunidades que não tinha a menor vontade de retornar à área técnica, inclusive recusando o convite após a demissão de Pepa, no início de Setembro. Por conta da situação delicada em que se encontra o Cruzeiro na tabela, Autuori resolveu aceitar a missão de salvar o Cruzeiro do descenso ao lado de Fernando Seabra e Vinícius Rovaris.

Após a derrota para o Coritiba na Vila Capanema, a comissão optou por não retornar à Belo Horizonte considerando que o clima tenso com a torcida e a possibilidade de dias mais tranquilos fora da capital poderiam ajudar a delegação a vencer o próximo compromisso. Foi o que de fato aconteceu. O Cruzeiro realizou treinamentos em Itu antes de viajar ao estado do Ceará para enfrentar o Fortaleza, que desde o vice-campeonato da Sulamericana vive momentos de instabilidade.

Após a partida contra o Coritiba, Cruzeiro realizou toda a preparação em Itu, no interior de São Paulo. Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro/Flickr

Jovens ganhando prestígio

Após a derrota em Curitiba, Autuori convocou alguns atletas que não foram relacionados para se juntar à delegação no interior de São Paulo, algo que logo de cara, poderia significar mais oportunidades aos Crias da Toca, com destaque para: Ruan Santos, Fernando, Henrique Rodrigues, Ian Luccas, Japa e Robert.

Apesar de alguns desses atletas já estarem integrados ao time profissional há um tempo, a grande maioria ainda não havia recebido oportunidade no time de cima, mesmo realizando grande temporada no Sub-20 sob comando do, hoje, auxiliar, Fernando Seabra.

Crias da Toca sendo reconhecidos pelo perfil oficial do Cruzeiro e sendo muito elogiados pelos torcedores nos comentários.

Base em Campo

No último sábado (18), Ian Luccas e Japa ganharam oportunidade no confronto contra o Leão do Pici. O primeiro, iniciou entre os titulares e começou a partida um pouco perdido, errando passes simples e sendo pouco produtivo nos combates ao ataque tricolor.

Entretanto, após boa jogada com Matheus Pereira, o camisa 96 deu um belo passe para a promessa celeste explorando sua principal característica de chegar como elemento surpresa no ataque. Ian deu uma linda assistência para Bruno Rodrigues marcar o gol que decretou a vitória do Cruzeiro.

Japa, entrou na segunda etapa no lugar de Mateus Vital, que saiu contundido. Em sua segunda partida pelos profissionais, o meia mais uma vez mostrou estar pronto para atuar com a camisa do Cruzeiro, com muita personalidade, vigor físico e inteligência para achar a melhor opção de passe. Conseguiu acertar o meio-campo celeste na segunda etapa. Vale lembrar que Japa estreiou “na fogueira”, no clássico contra o Atlético, jogando improvisado como lateral-esquerdo após a lesão de Kaiki.

Japa vem se destacando nas partidas em que entrou. É mais uma ótima opção para Autuori nessa reta final de campeonato. Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro/Flickr

Como na Arena MRV, o camisa 77 fez mais uma grande partida e ganha pontos com a nova comissão técnica. Não seria surpresa alguma se começasse entre os titulares na quarta-feira (22), diante do Vasco.

Clima melhorou

Com a vitória, o clima no vestiário celeste parece estar muito melhor. Nos vídeos dos bastidores divulgado pelo canal do Cruzeiro no Youtube, foi possível ver, em vários momentos, a união do grupo com a comissão técnica, mostrando que a escolha por Paulo Autuori e Fernando Seabra foi assertiva. Talvez, um dos poucos acertos da gestão na temporada.

Confira os bastidores da vitória celeste diante do Fortaleza

Na próxima quarta-feira (22), o Cruzeiro enfrenta o Vasco da Gama no Mineirão para “pagar” o seu último jogo atrasado no campeonato. Em caso de vitória, a equipe celeste se afasta do Z-4, fica mais tranquilo na tabela e joga o cruzmaltino “aos leões” nessa reta final de Brasileirão.

Para Cruzeiro e Vasco, esse pode ser o confronto que define o ano das duas equipes, um duelo imperdível.

Comentários Facebook

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. aceitar LER MAIS