Na última quinta-feira (31/08), a Justiça de Minas Gerais anunciou a homologação do Plano de Recuperação Judicial (PRJ) da Samarco, marcando um importante passo para a empresa. Este plano foi elaborado com base em um acordo alcançado entre a Samarco e a maioria de seus credores.

Com a decisão de homologação assinada pelo juiz Adilon Claver Resende, o PRJ agora entra em vigor, e os pagamentos devidos aos credores serão efetuados de acordo com os prazos e as condições estipuladas no plano.

Esta notícia é um marco significativo no processo de recuperação da Samarco e sinaliza um caminho positivo para a empresa e seus stakeholders. A homologação do PRJ representa um esforço conjunto em direção à reestruturação financeira da companhia e à busca por soluções para os desafios enfrentados.

Acompanharemos de perto os desdobramentos dessa decisão e seu impacto na Samarco e na região. A recuperação judicial é um passo fundamental para a estabilidade e a continuidade das operações da empresa.

+ Junto com o Senai, Samarco abre 350 vagas gratuitas para cursos de capacitação profissional

“A conclusão do processo permitirá que a Samarco se concentre em suas operações e na trajetória de retomada gradual e segura rumo a 100% de sua capacidade produtiva, assim como nos esforços de reparação conduzidos pela Fundação Renova”, afirma o presidente da Samarco, Rodrigo Vilela.

“A homologação é resultado de um esforço de todas as partes, de forma a permitir o consenso em torno de um plano equilibrado e perene, o que garante a manutenção da função social da Samarco. A dívida com fundos externos foi equacionada em comum acordo e os trabalhadores e fornecedores estratégicos receberão seus créditos em sua totalidade e corrigidos pela inflação”, destaca o diretor de Reestruturação, Luiz Fabiano Saragiotto.

O PRJ permite que a Samarco continue investindo em um nível sustentável para ampliar suas operações com segurança. Essa solução consensual também garante e reforça o compromisso da Samarco com as ações de reparação.

Veja as condições de pagamentos dos débitos cada classe de credores: samarco.com/recuperacao-judicial/#rj_oquee.

COMENTÁRIOS
Share.

Sócio proprietário e fundador do Mais Minas e jornalista em formação pela Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). Redator de cidades, tecnologia e política, além de link builder.