Confira quais estabelecimentos poderão reabrir em Belo Horizonte a partir da próxima segunda-feira (8)

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) anunciou que irá avançar na liberação das atividades comerciais da cidade, permitindo que estabelecimentos de mais serviços possam abrir seguindo os protocolos de higienização e prevenção estabelecidos pelos órgãos de saúde.
Em uma entrevista coletiva, ocorrida nesta sexta-feira (5), o secretário de Saúde de Belo Horizonte, Jackson Machado, anunciou que a partir da próxima segunda-feira (8) estarão liberadas algumas atividades do comércio varejista, com horário de funcionamento das 9h às 19h. Veja quais estabelecimentos comerciais poderão reativar seu funcionamento:

  • Artigos usados
  • Artigos esportivos, de camping e afins
  • Calçados
  • Artigos de viagem
  • Artigos de joalheria
  • Souvenirs, bijuterias e artesanatos
  • Plantas, flores e artigos para animais (exceto comércio de animais vivos)
  • Bebidas (sem consumo no local)
  • Instrumentos musicais e acessórios
  • Objetos de arte e decoração
  • Tabacaria, Armamentos, Lubrificantes

Quanto aos bares e restaurantes, Machado explicou que já estava liberado o funcionamento dos bares no sistema de delivery ou “take away”, ou seja, para o cliente pegar sua bebida e sair do estabelecimento, porém não há como liberar as atividades de bares. “O delivery e o take away nunca foram proibidos. (A diferença é que) distribuidora de bebida também pode abrir agora, que não era bar”, explicou e, após isso, adicionou “num bar você não sabe quem está doente e quem não está, a pessoa pode ser assintomática, e você vai conversar com ela, beber e tudo mais, até porque ninguém bebe de máscara né”, concluiu o secretário.
Atividades que são vulneráveis para uma maior aglomeração de pessoas continuam fechadas, como academias, lojas de roupas, clubes sociais, shoppings e galerias, boates, eventos, escolas e boates, continuam fechadas. “A questão de loja de roupa, o prefeito Alexandre Kalil fez uma pergunta ontem que eu vou repetir. Alguém aqui já comprou uma roupa sem experimentar antes? É obvio que não. Se você fica dentro de um equipamento qualquer, a chance de você se expor (ao vírus), é maior”, disse o secretário de Saúde.
De acordo com o Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), nesta sexta-feira, até o momento, 487 municípios mineiros possuem casos confirmados, sendo Belo Horizonte a cidade mais afetada, com 2.247 casos e 58 óbitos, o que é esperado, visto que é a maior do estado.
Veja também: Veja bairros em Belo Horizonte que registraram morte de moradores por coronavírus

Comentários estão fechados.