CarrosCombustívelEconomiaGasolinaTrânsito

Gasolina aditivada é benéfica aos veículos ou só enganação?

Opinião sobre o combustível modificado difere entre os motoristas

A eficácia da gasolina aditivada é um dos principais pontos de discordância entre motoristas. Costumeiramente mais cara que a gasolina comum, o produto é amado por muitos, que acreditam nos benefícios trazidos por ela ao desempenho dos veículos. Mas por outro lado, outra parcela dos condutores a rejeita, acreditando que esta é só uma maneira de superfaturar o combustível.

Por isso o Mais Minas decidiu juntar informações sobre o combustível reforçado, para ajudar você leitor a tomar suas próprias conclusões sobre o produto. Consultamos fontes representantes de fornecedoras de combustível e este foi o resultado:

O que é a gasolina aditivada?

A gasolina aditivada tem no recebimento de um aditivo que possui características de detergentes e dispersantes, a principal diferença para sua versão comum. Tal composto funciona como um verdadeiro produto de limpeza. Sua função é atuar na diminuição dos resíduos acumulados no interior do motor do veículo. Essas partículas vêm presentes no óleo do cárter e sujam os componentes mecânicos do automóvel, piorando, portanto, o desempenho deste.

O recebimento destes resíduos, chamados de “goma”, não pode ser evitado, por serem comuns nos produtos recebidos pelo automóvel. Mas, com o tempo, é possível que a “goma” gere o entupimento do sistema de alimentação do motor. Isso pode, desde piorar o desempenho do veículo, até mesmo estragar o motor. A gasolina aditivada, portanto, tem como objetivo limpar o mecanismo, aumentando assim o desempenho e vida útil deste.

  Lei de regulamentação dos transportes por aplicativo em BH é sancionada

Ela é realmente benéfica?

A gasolina aditivada é sim benéfica aos automóveis, mas não em todos os casos e, tampouco, da maneira que muitos motoristas acreditam. Entre alguns dos principais mitos e verdades estão:

Ela traz benefícios se colocada no tanquinho de partida a frio

Verdade. Por conter antioxidantes, o envelhecimento da gasolina aditivada é bem mais lento que o da comum. Como o tanquinho de partida a frio costuma ficar semanas ou até mesmo meses sem ser utilizado, o uso de um combustível de maior validade beneficia a ignição, já que a chance do líquido se tornar espesso é menor.

A gasolina aditivada “vicia” o motor

Isso é mentira. Os motores são construídos para suportarem ambos os tipos de combustível. Gasolinas comum, aditivada e até mesmo o etanol, em carros flex. Portanto, você não precisa se preocupar em seu carro começar a só “aceitar” a gasolina aditivada.

  Peça infantil gratuita sobre segurança no trânsito será encenada em cidades de Minas Gerais

A gasolina aditivada é mais limpa e aumenta a potência

Outro mito. O combustível aditivado possui, como foi explicado acima, componentes que limpam o motor de partículas presentes no óleo do cárter. Ou seja, ela não é mais limpa, ela faz a limpeza. E a gasolina com aditivos também não deixa o veículo mais potente. Quem faz isso são as gasolinas de alta octanagem, como as premium. A gasolina aditivada, com seus “detergentes”, higieniza os componentes do motor, podendo melhorar o consumo e, consequentemente, recuperá-los em performance.

Gasolina aditivada é benéfica aos veículos ou só enganação?
Crédito da foto: Sérgio Moraes/Reuters

A gasolina aditivada não compensa para motores “sujos”

Muitos motoristas acreditam que, por já ter alta rodagem com a gasolina comum, o motor já esteja “sujo demais” para receber a gasolina aditivada. Mas isso não procede. Como o produto tem propriedades limpantes, ela é benéfica também ao motor mais sujo, pois, obviamente, irá limpá-lo.

Esse pequeno engano leva a outro mito: motoristas que acreditam que o uso da gasolina pode ser periódico. Usar a gasolina aditivada em períodos espaçados de tempo simplesmente fará com que a sujeira se acumule no período de desuso. Claro que essa prática é “melhor que nada”, mas o uso contínuo deixará o motor limpo constantemente.

  Bolsonaro suspende radares de fiscalização em rodovias federais

A gasolina aditivada não compensa pelo preço

Isso varia muito de pessoa para pessoa. Mas, apesar do combustível aditivado ser normalmente mais cara, seu uso contínuo pode reduzir o consumo e preservar componentes do veículo, economizando a longo prazo.

Montadoras não recomendam o uso

Falso. Os manuais dos proprietários geralmente recomenda o uso da gasolina aditivada.

Portanto, podemos observar que a gasolina aditivada é sim benéfica aos veículos e que vale a pena pagar uns centavos a mais pelo combustível. Para realizar a troca, é importante consultar as especificidades do automóvel, já que alguns reagem melhor a uma troca gradual, começando com a mistura dos dois tipos, até o uso em sua totalidade.

Isso evita que grandes quantidade de resíduos sejam levadas a partes críticas do motor. Outra opção é levar o veículo a uma oficina e realizar uma limpeza completa no sistema de combustão do veículo, que incluem tanque, bicos injetores e tubulações.

Compare preços de combustíveis na sua cidade clicando aqui.

Preço da gasolina tem queda em alguns estados brasileiros

Fechar