Governo libera cadastro para auxílio emergencial de R$ 600

O Governo Federal liberou, na manhã desta terça-feira (7), o cadastro para recebimento auxílio emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais. Quem pleitear o benefício poderá se inscrever por meio do aplicativo oficial, que servirá para localizar trabalhadores que não estão inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico), que é um conjunto de informações sobre as famílias brasileiras em situação de pobreza e extrema pobreza. O auxílio emergencial será pago em até 48h após a confirmação do cadastro.

O cadastro poderá ser feito no site lançado pela Caixa. Clique aqui para acessar: https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio. Para quem tem iPhone, é possível acessar o aplicativo clicando aqui. Já o app para Android pode ser acessado clicando aqui. Você pode acompanhar a coletiva do Governo Federal no link abaixo:

De acordo com o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, entre 15 e 20 milhões de brasileiros terão o direito ao benefício. O auxílio é de R$ 600, como dito acima, podendo chegar a R$ 1.200 por família. Mães solteiras receberão R$1.200. Os valores serão pagos por pelo menos três meses, tendo como objetivo minimizar os efeitos da perda de renda causada pela pandemia do novo coronavírus.

Além do aplicativo para celular, a Caixa Econômica Federal lançará uma página na internet e uma central de atendimento telefônico para realização do cadastro e retirada de dúvidas.

Quem deverá se cadastrar?

O cadastro deve ser feito por trabalhadores autônomos não inscritos no CadÚnico e que não contribuem com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O usuário que não sabe se está ou não no CadÚnico poderá consultar sua situação pelo aplicativo, usando o número de seu CPF. O próprio aplicativo verificará, de forma automática, se o trabalhador cumpre os requisitos para recebimento da renda básica.

Quem contribui para a Previdência como autônomo ou microempreendedor individual (MEI) já teve o nome processado pela Caixa Econômica Federal, já estando apto para o recebimento do benefício. O ministro Onyx Lorenzoni afirmou na noite de ontem (6) que os primeiros benefícios começarão a ser pagos ainda hoje para quem já está no cadastro do governo e que esse pagamento deverá ser concluído até amanhã (8).

Bolsa Família

Os beneficiários do Bolsa Família são outro grupo que não precisarão utilizar o aplicativo, visto que já estão inscritos na base de dados do governo. Quem recebe o benefício não poderá acumular ambos, tendo que escolher entre os dois, pelo valor mais vantajoso, entre os dias 16 e 30.

Pagamento

O pagamento para aqueles que ainda não tem cadastro será feito em até 48h e ficará disponível em contas poupanças digitais que poderão ser transferidas para qualquer banco, sem custos. Quem não tem conta em banco poderá retirar os valores em casas lotéricas.

Além do aplicativo de cadastro, a Caixa lançará outro app excluisivo para pagamento do benefício. O funcionamento será parecido com o do saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Veja também: Transporte e mensalidade escolar devem ser pagos durante a quarentena?

Comentários