Igrejas voltam a funcionar em Montes Claros, adotando medidas de segurança

Um decreto da Prefeitura de Montes Claros, publicado na última sexta-feira (24), passou a liberar o funcionamento de igrejas e templos religiosos na cidade, após estes ficarem cerca de um mês fechados visando a redução de transmissão e contágio do novo coronavírus. Apesar da permissão, os locais precisarão adotar uma série de medidas para garantir a segurança dos fiéis.

Entre as medidas de segurança impostas pela prefeitura de Montes Claros, estão a restrição do número máximo de 30 pessoas em cada celebração, a determinação que cultos e missas durem no máximo 45 minutos, além da obrigatoriedade de que os templos e igrejas disponibilizem produtos de higienização para os fiéis, que só poderão entrar nos locais caso estejam usando máscaras.

Os templos também terão que tomar medidas para que famílias presentes nas celebrações tenham, no mínimo, quatro metros de afastamento uma das outras. Os fiéis também não poderão manter contato físico, sendo vetados abraços e apertos de mão, situações comuns em algumas religiões.

Outra determinação é que as missas e cultos só poderão acontecer em um dia específico da semana, com cada celebração tenha uma distância de, no mínimo, uma hora para a outra, visando assim evitar aglomerações nas proximidades dos locais de oração e permitindo que estes sejam higienizados após o fim das celebrações. Caso as igrejas e templos religiosos não cumpram as recomendações, poderão ser fechados novamente.

Montes Claros: com normas de segurança igrejas voltam a funcionar
A Igreja Matriz de Montes Claros publicou orientações para os fiéis que desejarem participais das celebrações – Crédito da imagem: Igreja Matriz de Montes Claros/Facebook

Comércio em Montes Claros

O decreto, assinado pelo prefeito de Montes Claros, Humberto Guimarães Souto (Cidadania), também libera o funcionamento de todos os estabelecimentos considerados não essenciais na cidade, desde que sejam tomadas diversas medidas de segurança para seu funcionamento.

Uma das recomendações é que a comercialização de produtos só ocorra na forma de drive-thru, onde o cliente não descerá do carro para receber o produto e realizar o pagamento. O estacionamento fica liberado em frente aos comércios, desde que não prejudique o trânsito e não cause risco aos pedestres.

Outra determinação que consta no decreto é a obrigatoriedade do uso de máscaras para todas as pessoas que transitarem nas rudas de Montes Claro, com a cidade seguindo assim o padrão adotado em boa parte das cidades mineiras.

Coronavírus em Montes Claros

De acordo com os dados disponibilizados no site oficial da prefeitura de Montes Claros, até o momento, a cidade confirmou sete casos do coronavírus (COVID-19), além de 502 casos em investigação. Um óbito tendo o COVID-19 como causa foi registrado no município. De acordo com o portal, os números haviam sido atualizados às 8h35 desta segunda-feira (27).

Veja também: Coronavírus – Mariana tem 401 pacientes em monitoramento

Comentários