Primeira casa do novo Bento Rodrigues começa a ser construída

Por

Após quase quatro anos do rompimento da barragem de rejeitos em Bento Rodrigues, as novas casas das famílias que perderam tudo na lama começaram a ser construídas nesta segunda-feira (29). A Fundação Renova, instituição responsável pela reparação dos danos causados pela barragem do Fundão, contratou as empresas HTB e Andrade Gutierrez para fazer as obras.

A HTB é responsável por realizar os serviços de infraestrutura e pela construção das residências e demais construções públicas para reassentar os moradores de Bento Rodrigues e a Andrade Gutierrez, dos moradores de Paracatu de Baixo, distrito que também foi atingido pela lama. No total, foram 50 milhões de m³ do material, que devastaram todo o caminho entre Bento Rodrigues e o Rio Doce, a cerca de 650 km de distância.

A previsão é que 225 casas sejam construídas até 27 de agosto de 2020, ou seja, em pouco mais de um ano. Caso o prazo não seja cumprido, a Fundação Renova poderá ser multada em R$ 1 milhão por dia de atraso.

A Fundação vai “devolver” não só as casas dessas famílias, mas também toda a estrutura do povoado. O reassentamento desenvolve um planejamento urbanístico e instalação de bens coletivos, como escola, posto de saúde, campo de futebol, quadras e igrejas. Tudo será estudado e personalizado diretamente com a Prefeitura de Mariana, de onde Bento Rodrigues é distrito. No total, são 398 hectares de área disponível para construção.

Veja o desenho das casas de Bento Rodrigues:

Em seu Facebook, Duarte Junior, prefeito de Mariana, comemorou a conquista:

“Vivemos hoje um momento histórico para os moradores de Bento Rodrigues e Paracatu de Baixo. No início da tarde, participamos da cerimônia que comemorou o pontapé inicial da construção das casas do novo distrito de Bento Rodrigues. Sabemos que a cicatriz do rompimento da Barragem de Fundão, em 2015, será eterna, mas iremos fazer o possível para reparar e dar dignidade a essas pessoas. Sabemos que os moradores do Bento encontrarão sua paz vivendo em suas casas, como era antes. Por isso, estamos empenhados em reconstruir essa história e faremos tudo que estiver ao nosso alcance para recuperar a memória desse distrito que foi o primeiro de Mariana. Também nesta segunda, acompanhei outra importante ação, a tão aguardada assinatura do contrato com a Andrade Gutierrez, construtora responsável pelas obras em Paracatu de Baixo”, comentou.

Deixe seu comentário

Tags :

Postado em 30 de julho de 2019