Tendência “Pantanal” invade Outono/Inverno 2022

Publicado: última atualização em 0 comment

A telenovela Pantanal mal começou e já é um dos assuntos mais comentados nas redes sociais brasileiras. Por isso, a proposta visual tende a invadir as ruas durante os próximos meses. É tendência!

Na verdade, a tendência de trazer as pautas ambientalistas para o meio fashion começou a ser erguida em 2019. Entregando, com a chegada da pandemia e a suspensão da maioria das atividades do mercado da moda, ela precisou ser adiada. Porém, não esquecida. 

Tendência de moda
Tecido e acessórios de onça, animal print. Foto: banco de imagens livres do Canva

Este outono/Inverno será especial para quem gosta de estampas que imitam a pele dos bichos selvagens. A cor verde, marrom e laranja serão protagonistas, mas as estampas animal print, sobretudo a onça, vira com tudo! 

O momento é muito agradável para quem gosta de moda rústica. O minimalismo pode ser deixado um pouco de lado, para dar espaço a looks agressivos e cheios de personalidade, tudo com uma boa pitada de despojo e despreocupação, já que a preocupação maior é a mesmo “brigar” pelo que se acredita. 

Alguns fatores precisam ser levados em consideração. Assim como Pantanal abre a possibilidade de diálogo com a turma do agro, do gado e dos movimentos de luta por moradia, colocando tudo em uma “bandeja” só. A fusão de elementos políticos culturais pode também chegar na moda, até mesmo para quebrar o paradigma esquerda/direita, fazendo confundir esteticamente, quem está de qual lado. Há esperança para o encerramento do looping polarizador brasileiro. 

Agora o tropicalista está mais aberto a se vestir como um boiadeiro, e vice e versa. Porém, por se tratar de estações mais frias, que pedem tons mais neutros, o tropicalismo pode ficar, periodicamente, de lado. Resultando em uma explosão de roupas e calçados que remetem ao interior, à terra e ao natural. 

Outro fator que influencia na emergente tendência é a busca pelo contato com a plantação, o que por si só já exige uma roupagem apropriada. 

Por último e não menos importante, um elemento traz todo um toque especial, a cultura do interior que é muito rica em saberes bem específicos, que muitas vezes não dialogam diretamente com a ciência, no entanto entregam saúde e bem estar, duas buscas muito recorrentes, principalmente em um mundo quase pós pandêmico.

A música de viola, o café quente, o pão de queijo e a prosa são práticas sociais que trazem um certo alento ao coração. 

Agora que você já sabe os principais motivos para que essa tendência vire realidade, e vale destacar aqui que moda é isso, seguir influências comportamentais de um povo, vamos para algumas inspirações. 

Dispa-se do preconceito e mergulhe nesse universos! 

Moda Pantanal

A estamparia em animal print para esta e a próxima estação não é novidade para ninguém. A cada ano que passa elas recebem novas texturas, tonalidades e peças inovadoras, porém a essência permanece a mesma, imitar a pele de animais encantadores.

Porém, o Brasil pós moderno está prestes a conhecer o poder das suas riquezas naturais e folclore, através na trama que traz Maria Marruá (Juliana Paes) e Juma Marruá (Alanis Guillen), mulheres que viram onças pintadas para defender suas terras de serem exploradas por homens mal intencionados.

Esse mix de sensações, sentimentos e cores, tende a influenciar os brasileiros a sentirem novamente orgulho de suas raízes e como resultado, teremos “Marruá” para todos os lados!

Onça Pintada

Seis fotos com mulheres vestidas de estampa animal print. Foto: reprodução/Canva

Já escrevemos e reafirmamos o quão importante será a estampa de onça pintada durante os próximos dias. Porém é necessário saber dosar, tudo o que é demais enjoa.

Na imagem acima temos como destaque uma mulher usando uma camisa, aparentemente simples, em animal print. Ela ousou mais no acessório, um óculos moderno e explorou o vermelho através do batom e telefone retrô. Mostrando que a estampa de onça também pode ser aderida pelo público jovem.

Temos também, logo abaixo outra modelo vestindo onça, porém em um molde mais discreto. Por falar em descrição, no canto inferior da foto temos uma modelo que não veste roupas explorando a estampa, porém aposta em acessórios como bolsa e lanço, o que entrega um charme todo especial ao estilo.

Por último na área superior temos a ideia do animal print sendo usado junto com o jeans, que é uma composição muito bem vinda e versátil, que promove uma quebra da seriedade da onça, deixando o look mais despojado. Onça é tendência e é das brasileiras!

Crocodilo

Bolsas, botas, relógio e sapatos em croco caiman. Foto: reprodução/Canva

Não é só a onça que vai “bombar”, os tecidos sintéticos em croco caiman, darão seus passeios pelas estações mais frias, seja através de jaquetas, calçados, bolsas ou cintos.

A textura brilhosa e suas pequenas divisões que formam quadrados tortos são irresistíveis.

Quem usa peças que homenageiam o crocodilo geralmente querem comunicar força, inteligência e poder.

Cobra

Uma personagem essencial para a novela é a Sucuri, inclusive em um dado momento da história ela aparece em um confronto com a onça Marruá.

O fato é que a estampa de cobra também estará presente nas lojas de vestuário brasil à dentro.

A novidade é que ela pode vir colorida ou compor looks mais modernos.

Ela também pode aparecer bastante nas bolsas, cintos e pasmem é tendência “babadeira” nas joias e bijuterias.

O retorno do estilo Western

Várias fotos com modelos vestidos como sertanejos. Foto: Canva

Não é apenas Marruá quem vai ser tendência da moda por aqui não. O retorno do estilo Western também é previsto, principalmente seguindo o que veste o personagem José Leôncio.

Esse é um jeito de de se vestir que se conecta com as cidades interioranas dos Estados Unidos e acabou chegando no Brasil. É a moda dos homens e mulheres do campo, trazendo o country , que no brasil é o mood sertanejo de ser.

Logo chapéus, botas, o jeans descolado, coletes, camisetes, jardineiras e estampas como o xadrez e a zebra são fortes tendência.

O frio também traz romantismo

Flores pequenas, casacos em linha e peças artesanais vem com tudo. Foto: reprodução/banco de imagem libre do Canva

Embora as peças e acessórios venham cheios de personalidade, o amor também estará em voga. Por isso blusas, calças e sobretudo vestidos com a estampas liberty, aquelas flores bem pequenas, com os fundos pretos e azuis, podem pintar por aí.

Roupas que recebem trabalhos artesanais também terão espaço. Principalmente as peças em linho ou lã. Então cardigãs em tricô, blusas de crochê e o bordado ou mesmo aplicação de pedraria no jeans retornam para as vitrines.

O xadrez, vem intenso na cor amarelo, juntamente com os casacos e saias de linha, o que entrega uma moda retrô, homenageando os antigos uniformes escolares.

Política e atitude

Roupas pretas e looks verdes. Foto: reprodução/banco de imagens livres do Canva

Quem também está sumindo, mas vai dar as caras este ano é o tradicional preto. Nos próximos meses ele vem de forma mais agressiva em peças que falarão por si.

Coturnos, camisetas de banda, no listrado e nas jaquetas de couro sintético, ele vai trazer um novo significado para a estação. Desta vez em um momento mais militante.

E por falar em militância. Teremos o verde também como pauta nas vestimentas. Por isso, peças antes impensadas, como bota de cano alto verde, por exemplo, agora serão tendência. Podemos tomar como referência a aparição de Beyonce e suas bailarinas todas, sem exceção, de vestidas de verde durante a apresentação no Oscar 2022.

Então leitoras e leitores, Pantanal, ativismo ambiental, política social, o sertanejo, o ruralismo, a coisa do agro e a simplicidade da vida do campo vão dialogar muito e juntos, em um mix de informações, serem tendência no mundo da moda.

Estão preparades?

Comentários Facebook

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. aceitar LER MAIS