Vereadores de Congonhas pedem suspensão imediata das atividades na barragem de Casa de Pedra da CSN

Publicado: última atualização em 0 comment

Vereadores de Congonhas pedem suspensão imediata das atividades na barragem de Casa de Pedra da CSN

Barragem de rejeito de minério de Casa de Pedra, da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) – Foto: Estado de Minas

A Câmara Municipal de Congonhas protocolou na última segunda-feira (28), um requerimento ao  Promotor de Justiça da Comarca de Congonhas, Curadoria de Meio Ambiente, Vinícius Alcântara Galvão, pedindo a suspensão das atividades da barragem Casa de Pedra, da empresa CSN Mineração, que já assustava os moradores da cidade antes mesmo da tragédia em Brumadinho ocorrida na última sexta-feira (25).

No documento, os vereadores pedem que a Promotoria de Justiça “tome as medias necessárias no âmbito sua competência e responsabilidade, no intuito de avaliar as condições de funcionamento e segurança da barragem“.

Vereadores da Câmara Municipal de Congonhas protocolizam pedido de suspensão das atividades da barragem Casa de Pedra, até que a empresa CSN apresente medidas de segurança que tranquilizem a população local.

O documento ainda diz que a medida solicitada pela Câmara se faz necessária  para evitar que ocorra em Congonhas o mesmo incidente que ocorreu nas cidades de Mariana e Brumadinho, trazendo danos ambientais e humanos de graves repercussões.

O Promotor Vinicius Alcântara Galvão, Curador do Meio Ambiente, informou que equipes técnicas do Ministério Público inspecionaram a seu pedido a barragem da CSN e em breve vai divulgar o relatório da sua estabilidade. Ele sugeriu aos vereadores que a Câmara contrate um grupo de especialistas para promover um estudo técnico detalhado das condições barragem. “Não podemos agir intempestivamente, mas com dados técnicos”, relatou o Promotor ao site Correios de Minas.

Ainda ontem, um dos vereadores da Câmara solicitantes da suspensão das atividades da barragem de Casa de Pedra concedeu uma entrevista à página Repórter Cidadão+. Confira:

Comentários Facebook

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. aceitar LER MAIS