Take a fresh look at your lifestyle.

10 Dicas Para Comprar de Forma Mais Segura e Eficiente na Black Friday

A tão esperada Black Friday no Brasil acontece nesta sexta-feira (23). Este é considerada o maior evento de consumo do Brasil. Na televisão, rádios e internet, já é possível observar todo o comércio de varejo voltado para este grande dia, data em que os consumidores brasileiros poderão adquirir uma variedade de produtos e serviços com descontos expressivos.

Quando algum comércio aproveita da Black Friday para oferecer uma farsa, prometendo desconto em seus produtos, mas na verdade não passa de uma propaganda enganosa, ou seja, comete o famoso “metade do dobro”, ou ainda o lojista não cumpre os valores anunciados nas propagandas, o consumidor pode exigir adquirir o produto pelo valor anunciado por meio do Procon ou pelo site consumidor.gov.br.

Além disso, é importante destacar que todos os consumidores que realizarem alguma compra pela internet tem até sete dias de arrependimento a partir da data da chegada do produto no endereço informado no ato do pedido. A taxa de reenvio para o vendedor é por conta do estabelecimento.

Para ajudar os consumidores de todo o Brasil, o Procon de Pernambuco elaborou 10 dicas para que os consumidores realizem suas compras nesta Black Friday de forma mais segura e eficiente. Confira:

10 Dicas Para Comprar de Forma Mais Segura e Eficiente Nesta Black Friday

1) A primeira recomendação do Procon-PE é fazer uma pesquisa nas lojas e nos sites para saber se o desconto aplicado no produto que se pretende adquirir é real. O ideal é pesquisar dias antes do Black Friday para comparar a variação dos preços;

2) Só faça a compra em sites seguros e confiáveis. Informe-se sobre a reputação da loja que pretende comprar;

3) Cuidado com e-mails e sites fraudulentos. O recomendado é entrar diretamente no site da loja e não por meio de links duvidosos enviados por e-mail;

4) Procure no site informações básicas sobre o fornecedor: nome da empresa, CNPJ/CPF, endereços físicos e eletrônicos, telefone e demais informações que possibilitem seu contato e localização;

5) Guarde todos os registros de sua compra, como e-mails de confirmação, códigos de localização e de realização da compra;

6) Verifique se o site da empresa possui conexões seguras para proteção de seus dados. Identifique no início do endereço eletrônico a presença do “HTTPS” e de um cadeado ativado no canto esquerdo da barra de endereço do seu navegador;

7) Verifique a presença de certificados de segurança de pagamentos nas transações bancárias realizadas com a empresa, não fornecendo seus dados bancários a sites que não possuam certificados de segurança;

8) Evite fazer a compra utilizando computadores de terceiros ou por meio de redes wi-fi públicas;

9) Mantenha a segurança do seu computador em dia, atualizando sempre seu programa antivírus.

10) O Procon-PE alerta ainda que o consumidor não deve se deixar levar por impulso nas compras, adquirindo aquilo que realmente necessita para evitar o endividamento.

Outras Dicas Importantes

É importante lembrar que o Código de Defesa do Consumidor também protege o cidadão que faz compras pela internet. Caso você tenha algum problema nesta Black Friday como atraso/não entrega do produto ou propaganda enganosa, o consumidor poderá reclamar na unidade do Procon da sua cidade.

A Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (câmara-e.net) criou em 2013 um Código de Ética para o “Black Friday Legal”, juntamente com um selo de identificação das empresas participantes, com o objetivo de estabelecer normas de conduta e boas práticas nas promoções. É recomendável acessar o site com a relação das empresas participantes: http://www.blackfriday.com.br

Sobre a Black Friday

Segundo o site oficial da Black Friday, a origem exata ninguém sabe dizer ao certo, há quem diga que a expressão “Sexta-feira Negra” (Black Friday) nasceu no final do século XIX após duas instituições financeiras terem quebrado no mesmo dia em plena corrida do ouro. Coincidentemente, em uma sexta-feira.

Outra teoria conhecida é que o termo foi criado por policiais da Filadélfia na década de 60 para se referir ao dia após o feriado do Dia de Ação de Graças em que o trânsito se tornou um caos. Graças a isso, surgiu então uma grande oportunidade de venda para os lojistas que se aproveitavam disso e faziam diversas promoções para atrair quem passasse por lá.

Essa referência ao trânsito logo se expandiu e se tornou uma expressão local às ofertas, se transformando em uma grande tradição de compras.

No Brasil, a Black Friday chegou em 2011 com o portal Busca Descontos, e desde então cresce exponencialmente, batendo recorde de vendas ano a ano.

Close