A culpa é da imprensa!

NEWSLETTTER

RECEBA O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS DIARIAMENTE
Digite seu Nome:

Digite seu E-mail:

Escolha o tipo e/ou às localidades que você deseja receber notícias -

Destaques

Coronavírus: crianças homenageiam profissionais da saúde de Congonhas

Os profissionais de saúde de Congonhas foram surpreendidos com palavras e desenhos de gratidão de dezenas de crianças congonhenses....

Incêndio em fábrica de Ribeirão das Neves deixa uma pessoa ferida

Um senhor de idade ainda não divulgada foi vítima das chamas que atingiram a fábrica de tecido Ematex, localizada...

Vale é obrigada a retirar animais de área de barragem em Ouro Preto

Após elevação do nível 2 de emergência na mina Doutor, em Ouro Preto, ocorrida na última quarta-feira, 1º de...

Cadastro para receber auxílio emergencial de R$ 600 começará na terça-feira (7)

O Governo Federal lança na próxima terça-feira (07.04) um aplicativo para os trabalhadores sem cadastro nos programas sociais inserirem...

Como higienizar compras feitas por delivery durante a quarentena

Os brasileiros que já estavam se adaptando aos aplicativos que oferecem o serviço de delivery de comida pronta, como...

Virou moda em nosso país culpar e questionar a imprensa. Questionar é sempre válido e importante,o ser humano inteligente pode e deve questionar sempre, desde que seja feito com inteligência e bons argumentos. Mas não é o que tem ocorrido, e com frequência, em nosso país. Nosso governo e seus eleitores, mais fanáticos, questionam e culpam a chamada “imprensa” pelas mazelas que são apontadas, porém não apresentam bons argumentos ou justificativas pertinentes.

Essa semana Daniel Alves, jogador do São Paulo e da seleção brasileira, ao ser questionado sobre a falta de rendimento do time, e o seu também, optou por seguir este caminho, ao invés de responder e argumentar com inteligência, preferiu culpar e questionar a imprensa. Esse caminho parece ser mais fácil e prático, responder desenvolvendo uma linha de raciocínio  inteligente e esclarecedora deve dar muito mais trabalho.

Dentre o que foi dito pelo jogador, dois pontos me chamaram à atenção:

O primeiro foi quando disse que a imprensa não entedia porque a maioria nunca jogou futebol. Como assim? Então para que você entenda e fale sobre um assunto, você precisa te-lo praticado? Não basta que você estude sobre o mesmo ou o acompanhe de perto por anos? É preciso ter sido politico para entender, falar ou ver erros na politica, por exemplo?

O segundo foi quando disse que o papel da imprensa era causar instabilidade. Quando esse passou a ser o papel da imprensa? Essa fala só demonstra o quanto o jogador estava equivocado em sua opinião e não tinha base para seus argumentos, talvez porque nunca tenha sido jornalista na vida e por isso não saiba o papel da imprensa (seguindo a sua linha de raciocínio).

O papel da imprensa é informar com precisão de forma séria, imparcial e comprometida com a verdade.

Não vou dizer que não existam pessoas “ruins de serviço” e incompetentes no meio da imprensa, como também existem em todas as outras áreas, inclusive no futebol. A forma de combatermos a “imprensa ruim” seria confrontando-a com argumentos inteligentes e bem fundamentados. Claro que existe sempre o jeito mais fácil que é colocar tudo no mesmo “saco” e culpar a imprensa, afinal de contas, a mesma procura causar instabilidade, seja no governo, seja no futebol. Pelo menos é o que está na moda fazer.

 

- Advertisement -