Menu

A escassez das moedas de 1 centavo e seus valores crescentes

31/10/2023 às 23:35
Tempo de leitura
3 min
Imagem: Canva
Imagem: Canva

A presença das moedas de 1 centavo em nosso cotidiano tem diminuído consideravelmente nos últimos anos. A última cunhagem dessas moedas ocorreu em 2004, e desde então, elas têm se tornado cada vez mais raras no mercado.

Moedas de 1 centavo com reverso invertido: uma preciosidade para colecionadores

Uma versão ainda mais valiosa das moedas de 1 centavo está chamando a atenção nos últimos dias: as moedas com o reverso invertido. Uma falha na produção levou a essas moedas apresentarem a face invertida, tornando-as itens de grande interesse para numismatas e colecionadores.

Essas moedas raras têm sido objeto de busca constante por parte de colecionadores que desejam completar suas coleções. Hoje em dia, cada uma dessas peças pode ser vendida por valores que podem chegar até R$ 280.

A moeda rara de R$ 1 que pode valer até R$ 10 mil

Uma moeda rara de R$ 1, fabricada no ano de 1998, tem se destacado recentemente por seu valor excepcional. A moeda, que viralizou nas redes sociais, é considerada rara devido a um detalhe especial: apresenta a letra “P” abaixo do número que indica o seu valor, no caso o número 1.

A raridade dessa moeda a classifica como nível R5 ou RRRRR em termos de raridade, de acordo com a Casa da Moeda do Brasil. A letra “P” denota a palavra “prova,” indicando que se trata de uma edição inicial emitida como um teste. Por causa de sua escassa circulação, essa moeda se tornou altamente cobiçada e pode atingir valores expressivos em leilões.

Moeda de R$ 1 em homenagem às Olimpíadas de 2016

Outra moeda que pode atingir valores igualmente altos é aquela feita em homenagem aos Jogos Olímpicos de 2016. Segundo colecionadores, essa moeda pode alcançar um valor de até R$ 7 mil em leilões. O mesmo se aplica à moeda criada para celebrar a passagem da Tocha Olímpica ou da Bandeira dos Jogos Olímpicos de Londres para o Brasil.

A valiosa moeda de R$ 0,25 com erro de emissão

Recentemente, um vídeo viral no TikTok destacou uma moeda de R$ 0,25 que, segundo informações, pode valer até R$ 3 mil. Essa moeda apresenta um erro de emissão conhecido como “mula.”

A moeda de R$ 0,25 em questão é feita de metal prateado e possui o desenho de um hexágono, sendo a versão mais antiga da moeda, que atualmente é feita de metal dourado. O erro na moeda de 25 centavos se deve ao fato de que o lado da “coroa,” onde se encontra o número, foi cunhado normalmente, com listras ao fundo, valor e o hexágono. No entanto, o lado da “cara,” onde a efígie (face da república) deveria estar dentro do hexágono, foi emitido com um erro, tornando-o idêntico ao lado da “cara” da moeda de 50 centavos. Isso resultou na efígie à direita e um ramo de folhas à esquerda.

Devido a esse erro, a moeda de R$ 0,25 “mula” é avaliada em R$ 2.800, de acordo com catálogos de colecionadores, conhecidos como numismatas. No entanto, é importante notar que o preço pode variar dependendo do estado de conservação da moeda e do interesse do comprador.

Como vender moedas e notas raras

Se você possui uma dessas moedas raras e deseja vendê-la, existem várias opções à disposição, mesmo que você não seja um especialista. Uma delas é recorrer a casas de leilões, onde você pode cadastrar o item e enviá-lo para avaliação.

COMENTÁRIOS