24.4 C
Belo Horizonte
quarta-feira, 17 agosto 2022
Portal Mais MinasAgenda CulturalCom Candonguêro, Festa Junina da CineOP vai animar a noite de Ouro Preto neste domingo

Com Candonguêro, Festa Junina da CineOP vai animar a noite de Ouro Preto neste domingo

Anarriê! Hoje é dia da festa junina da CineOP e vai ter muita animação, sabor, quadrilhas, barraquinhas e diversão. O arraial é a partir das 18h, na área interna do Centro de Artes e Convenções. Um dos pontos altos será o acendimento do fogo de forma tradicional, com canto e dança. É o “Fogo Amigo Bom”.

As atrações são as quadrilhas Pé de Moleque e Xorey Largadu, DJ David, show do Candonguêro de São João, além das barraquinhas de comes e bebes e brincadeiras; Bar da Nida, com barraca de caldos, choconhaque, coxinha e pastel e o Barzim da Esquina, com barraca de canjica e bebidas.

A Festa Junina da CineOP vai beneficiar três instituições sociais de Ouro Preto: o “Núcleo de Apoio à Vida de Ouro Preto”, “Associação Comunitária dos Deficientes de Ouro Preto” e a “Escola Municipal Padre Carmélio Augusto Teixeira”. Todo dinheiro arrecadado nas barraquinhas será revertido para as instituições.

Veja aqui a programação completa da 17ª Mostra de Cinema de Ouro Preto.

Longa restaurado de Vertov é destaque na noite de hoje

O filme “A História da Guerra Civil”, de 1921, será exibido às 20h em uma sessão comentada, no Cine-Teatro, no Centro de Artes e Convenções de Ouro Preto

Uma verdadeira raridade cinematográfica mundial ganha destaque na programação da CineOP, com exibição do filme centenário “A História da Guerra Civil” (1921/2021), com direção de Dziga Vertov e Nikolai Izvolov.

O documentário de longa-metragem será exibido no domingo, dia 26 de julho, a partir das 20h. Ele faz parte da programação da Mostra Preservação, em uma sessão apresentada e comentada pelo cineasta e pesquisador especializado na obra de Vertov, Luis Felipe Labaki.

E no dia seguinte (27/06), será realizado o Case de Restauro, dentro da programação online, com participação de Nikolai Izvolov e Luis Felipe Labaki. A participação é pela plataforma www.cineop.com.br.

Dziga Viértov (1896-1954) cobre o desenrolar da Guerra Civil na Rússia (1918-1920) em uma obra cinematográfica grandiosa, que captura um período crucial do século 20 e mostra figuras históricas como Leon Trotsky. Nikolai Izvolov organizou a reconstituição, num trabalho de quase dois anos, seguindo instruções do diretor de fotografia Grigory Boltyansky (1885-1953).

Após a exibição do filme, a sessão comentada terá a exposição do restaurador e historiador, Nikolai Izvolov, destacando as condições de pesquisa e escolhas técnicas que levaram ao resultado final, cem anos depois da realização do filme, com tradução simultânea e também uma exposição histórica feita pelo cineasta e pesquisador especialista Luis Felipe Labaki, sobre a obra de Viertov.  

Dirigido por Nikolai Izvolov, o restauro foi uma iniciativa da produtora israelense Grinberg Brothers. A restauração da obra foi um trabalho que consumiu dois anos, e começou com o material deixado por Boltyansky no Arquivo de Literatura e Arte de Moscou. A partir dos textos do diretor de fotografia, Izvolov fez uma pesquisa meticulosa em outras fontes, e saiu em busca de partes do filme que estavam armazenadas em diferentes arquivos. Munido desses fragmentos em 35mm de “A História da Guerra Civil”, o diretor do restauro conseguiu remontar a obra como um longa de 94 minutos.

Sinopse

No começo de sua carreira, Dziga Vertov, o diretor de documentários mais famoso do mundo, fez um épico sobre a Guerra Civil Russa (1918-1922). O filme foi exibido apenas uma vez, numa sessão exclusiva na 3ª Internacional Comunista, em Moscou, em junho de 1921. O ano de 2022 marca o centenário da Guerra, e “A História da Guerra Civil” ressurge depois de ficar misteriosamente perdido por um século. Meticulosamente restaurado por Nikolai Izvolov, o documentário cobre os principais acontecimentos e figuras da Guerra Civil Russa. A grandiosa obra cinematográfica pode ser considerada como um dos primeiros experimentos de Vertov, e o ponto de partida para sua série Kino-Pravda. A descoberta e reconstrução desse filme é um dos grandes acontecimentos da história do cinema.

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: