O que você procura?


Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

Confira a programação completa do Festival Audiovisual de Cultura (FAC)

Elis Bohrer 27 de outubro de 2021 às 13:48
Tempo de leitura
4 min
Tamara Franklin e Wakanda. Foto: Acervo FAC
Tamara Franklin e Wakanda. Foto: Acervo FAC

O FAC – Festival Audiovisual de Cultura anuncia a realização de sua edição 2021 para os dias 11 de novembro a 11 de dezembro. Com o propósito de dar visibilidade à produção cultural mineira e com o intuito de reunir um acervo de obras digitais, autorais e originais, lançando um olhar atento sobre o que vem sendo produzido nas diversas linguagens artísticas, o festival revela sua programação completa, composta inteiramente por artistas residentes em Minas Gerais. 

Dentre os mais de 500 projetos inscritos foram selecionadas 40 obras em formato digital com duração de até 5 minutos para as categorias Música, Audiovisual, Artes do Corpo e Híbridos (que transitam em mais de uma linguagem). Diversas cidades mineiras tiveram representantes selecionados, como Cataguases, Juiz de Fora, Viçosa, Governador Valadares, Coronel Fabriciano, São João Del Rei, Além Paraíba, Esmeraldas, Contagem, Ribeirão das Neves, além de Belo Horizonte. Da capital e de sua região metropolitana foram selecionados(as) os(as) artistas Tamara Franklin, Efe Godoy, Djalma Não Entende de Política, Heberte Almeida, Catapreta, Henrique Roscoe, Chris Tigra, Thainá Carvalho, Mário Lúcio Lemos e Lucas Carvalho, Madu Santos, Rafael Santos Macedo, Lucas Almeida e Sinais, Nanaue, Marcus Liberato, Maxalalagá e a Orquestra dos Pássaros Biônicos, Carlos Balarini e Gladstone Navarro, Coletivo CO NEXOS, Loïc Ronsse, Paola Bebianno, Bárbara Lissa e Paulo Maurício de Carvalho (a lista completa segue ao final do texto).

A seleção foi realizada por uma comissão curatorial de alta expertise, composta pela roteirista Mônica Cerqueira, pelo multi-instrumentista Paulo Santos (Uakti), pelo diretor de teatro Marcelo Castro e pelo premiado videoartista Eder Santos. O FAC convidou ainda o pesquisador, dramaturgo e crítico cultural Daniel Toledo para compor a comissão e juntamente com os demais, elaborar a linha curatorial da programação e as trilhas de exibição das obras para o público. Além da lista de obras selecionadas que poderão ser vistas pelo público durante toda a programação (de 11 de novembro a 11 de dezembro) pelo site oficial do festival, a programação do FAC será composta por cinco lives com os idealizadores e artistas e três oficinas on line realizadas pelos curadores do festival: ‘Curadoria e Produção de uma Mostra Audiovisual’ com Mônica Cerqueira, ‘Percussão e Trilhas Sonoras’ com Paulo Santos e ‘Reinventar a reinvenção’ com Marcelo Castro. Serão oferecidas 20 vagas por oficina e as inscrições gratuitas poderão ser realizadas através do site oficial. 


Para Carina Bismarck, uma das idealizadoras do projeto, “o diferencial do FAC está na diversidade, na inquietação e na proximidade das obras selecionadas. A gente se sente representado, sente que conhece parte daquelas realidades. A curadoria tem feito um trabalho primoroso nesse sentido, ao selecionar trabalhos que apresentam o que há de mais criativo e interessante em Minas Gerais”. De acordo com André Hallak, coordenador executivo e co-idealizador do festival, “o FAC se propõe a dar visibilidade aos artistas do nosso tempo, além de reunir acervo de obras originais e autorais. Um olhar atento, porém fluido, sobre o que vem sendo produzido nas artes em Minas Gerais.”

Esta edição do FAC é viabilizada através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, tem o apoio da Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho, patrocínio da Energisa e a realização é da Casa na Árvore Produções.

SERVIÇO

FAC – Festival Audiovisual de Cultura

11 de novembro a 11 de dezembro de 2021

Site oficial

Youtube do Festival

Instagram do Festival: @festival.fac

Participação gratuita

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.