O que você procura?


Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

Orquestra Ouro Preto faz tributo a Vander Lee

Patrocinado pela AngloGold Ashanti, concerto será transmitido dia 27 de novembro, pelo YouTube

Orquestra Ouro Preto 24 de novembro de 2021 às 21:22
Tempo de leitura
6 min
Maestro Rodrigo Toffoli - Foto: Iris Zanetti - Divulgação
Maestro Rodrigo Toffoli - Foto: Iris Zanetti - Divulgação

Do alto da Serra da Piedade, em Caeté (MG), rodeada pela exuberância da natureza e das montanhas mineiras, a Orquestra Ouro Preto faz tributo ao cantor e compositor Vander Lee (1966 – 2016). Patrocinado pela AngloGold Ashanti, o concerto que une a beleza da paisagem e da música de Minas, promete emocionar o público em casa e será transmitido, gratuitamente, dia 27 de novembro, sábado, às 20h30, no canal da Orquestra no YouTube.

A cantora Laura Catarina, filha de Vander Lee, e o irmão do cantor, Marcos Catarina, dão voz à homenagem a esse importante nome da cena musical mineira e um dos principais compositores da música brasileira. “Cantar as músicas do meu pai com a Orquestra Ouro Preto é a realização de dois sonhos ao mesmo tempo! Sempre amei orquestra e sua potência, sua grandiosidade sonora. Meu pai tinha o sonho de ouvir suas músicas com arranjos de orquestra e não pôde realizar em vida, então, considero um privilégio representá-lo nesse sonho realizado”, destaca a cantora Laura.

Laura Catarina, filha de Vander Lee – Foto: Divulgação

Sob a regência do Maestro Rodrigo Toffolo, o trabalho resgata um dos discos mais emblemáticos de sua carreira: “No Balanço do Balaio”. Os sambas bem-humorados e as baladas românticas que compõem o álbum ganham versões orquestradas, com arranjos assinados por Marcelo Ramos. “No Balanço do Balaio tem uma diversidade rítmica enorme e além de maravilhoso, o disco é uma ode à mineiridade. Retrata o cotidiano da capital mineira com uma poética sensível, intensa e popular, de maneira que nenhum outro compositor fez. Suas letras demonstram uma intimidade com uma cidade e cultura, com uma musicalidade genuinamente brasileira”, completa o Maestro Rodrigo Toffolo.


Lançado em 1999, o disco traz o sotaque mineiro em letras e versos que passam por temáticas do cotidiano da cidade, como o trajeto ao trabalho em ônibus lotado, apelidado pelos belo-horizontinos de “balaio”, as torcidas dos times do coração até os encontros românticos. O álbum revelou a essência de suas composições, o violão refinado e o intérprete sensível que partiu precocemente em 2016.

“Contribuir para a realização de obras da Orquestra Ouro Preto é sempre motivo de muito orgulho para nós. Porém, desta vez, a alegria é maior ao podermos contemplar mais um artista mineiro que levou nossa cultura para além das montanhas de Minas, o Vander Lee. E o palco também é especial para nós: o Santuário da Serra da Piedade, ao lado de uma de nossas principais reservas ambientais e no município de Caeté, que gentilmente hospeda nossa empresa”, afirma Othon Maia, gerente sênior de Comunicação e Relações Institucionais da AngloGold Ashanti.

MAIS SOBRE VANDER LEE

Conhecido como um dos compositores mais talentosos de sua geração, o belo-horizontino Vander Lee (1966 – 2016) trouxe para a cena musical brasileira seu olhar poético e original, ao longo dos seus 17 anos de carreira. Começou tocando em bares da capital mineira e aos poucos foi introduzindo seu repertório autoral, se apresentando pelos teatros da cidade e interior. Em 1996, ganhou o segundo lugar no festival ‘Canta Minas’, com a música ‘Gente não é cor’. Esse foi o impulso para o artista produzir seu primeiro CD, independente. Em 1998, a convite da cantora Elza Soares fez participações nos shows dela em São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador. A partir daí gravou com outros grandes nomes da MPB, como Zeca Baleiro, Rita Ribeiro, Emilinha Borba, Leila Pinheiro e Nando Reis. Músicas de sua autoria foram gravadas por Maria Bethânia, Gal Costa, Fábio Júnior e outros intérpretes. Foi autor de sucessos como “Românticos”, “Iluminado” e “Esperando Aviões”. Sua discografia conta com 10 discos e 2 DVDs. Os filhos herdaram o talento para a música e deram continuidade ao seu trabalho. Este ano de 2021, foi lançada a música “A vida não são flores”.

SOBRE A ORQUESTRA OURO PRETO

Uma das mais prestigiadas formações orquestrais do país, a Orquestra Ouro Preto completa 21 anos de atividades e se reafirma como uma orquestra de vanguarda. Sob a regência e direção artística do Maestro Rodrigo Toffolo, o grupo se dedica à formação de diferentes públicos, com extensa programação nas principais salas de concerto no Brasil e no mundo, além de se destacar no número de visualizações e ouvintes das plataformas de streaming e redes sociais. Sob os signos da excelência e versatilidade atua também em projetos sociais e educacionais que vão muito além da música, como o Núcleo de Apoio a Bandas e a Academia Orquestra Ouro Preto. Premiado nacionalmente, o grupo tem 12 trabalhos registrados em CD, 7 DVDs. Foi vencedora do Prêmio da Música Brasileira em 2015, na categoria “Melhor Álbum de MPB”, e indicada ao Grammy Latino 2007, como “Melhor Disco Instrumental”, por Latinidade. Os discos “Latinidade – Música para as Américas”, “Antônio Vivaldi – Concerto para Cordas”, “The Little Prince” e “Orquestra Ouro Preto e Desvio – Ritmos Brasileiros” têm distribuição mundial pela gravadora Naxos, a mais importante do mundo dedicada à música de concerto.

SOBRE A ANGLOGOLD ASHANTI BRASIL

A AngloGold Ashanti é a indústria mais longeva do País, com 187 anos de atuação, e uma das maiores produtoras de ouro do Brasil, com 15 toneladas em 2020, o que corresponde a 15% da produção global do grupo. Possui minas e plantas metalúrgicas e de beneficiamento nos Estados de Minas Gerais e Goiás, adotando as mais modernas tecnologias com foco em segurança e na prática de uma mineração responsável. Com cerca de 5 mil empregados diretos, atua ainda nos segmentos de energia, ácido sulfúrico e gestão imobiliária. Comprometida com o desenvolvimento das regiões onde atua, a empresa investiu mais de R$18 milhões em ações sociais apenas em 2020, fomentando a cultura, a educação, o esporte e o empreendedorismo local. O grupo AngloGold Ashanti tem sede em Johannesburgo, na África do Sul, e atuação em 8 países, com 10 operações. Mais informações: www.anglogoldashanti.com.br/

Fonte: Assessoria de Comunicação da Orquestra Ouro Preto

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.