22.4 C
Belo Horizonte
sábado, 4 fevereiro 2023

Zezé Motta, Elisa Lucinda e Leila Maria na programação cultural de Ouro Preto nos dias 21 e 28 de setembro

Novo centro cultural da cidade, o Museu Boulieu conta com patrocínio integral do Instituto Cultural Vale

A programação do “Sílabas e Sons” do Museu Boulieu, que já recebeu nomes como Toni Garrido, Paulinho Moska, terá Zezé Motta, Elisa Lucinda e Leila Maria neste mês de setembro em bate-papos musicais nos dias 21 e 28.

- Participe da comunidade do Mais Minas no WhatsApp e seja o primeiro a ser informado de novas notícias. CLIQUE AQUI PARA ENTRAR.


Na quarta-feira, dia 21, Zezé Motta traz um pouco da sua história e fala dos caminhos percorridos por ela na vida e na carreira. A artista, que se divide em muitos talentos, tem mais de 50 anos de carreira dedicados à arte e à cultura. Quem não se lembra dela na icônica personagem Xica da Silva? Mas sua trajetória não começa aí, desde muito nova, já atuava no teatro e em outras expressões artísticas. 

Já no dia 28, Elisa Lucinda e Leila Maria transbordam talento com muita música. Juntas, contarão um pouco de suas vidas, trabalhos e conquistas. 

Lucinda reúne muitas experiências artísticas em sua jornada, é poetisa, jornalista, escritora, cantora e atriz brasileira. Conhecida pelas suas músicas e atuações na tv, no cinema e no teatro, recebeu também um Kikito no Festival de Gramado pelo filme “Por que Você Não Chora?”, e na categoria Teatro, recebeu o troféu Raça Negra.

Elisa Lucinda
Elisa Lucinda – Foto: divulgação/Museu Boulieu

Leila Maria segue uma trajetória parecida, com mais de 30 anos de carreira, é jornalista, cantora e professora de inglês. Dona de talento nato, a artista carioca foi vice-campeã do programa global “The Voice +” em 2021. A artista, no meio musical, já trabalhou com ícones como Ed Motta, com quem dividiu uma das faixas do CD Dwitza (Universal).

Leila Maria
Leia Maria – Foto: divulgação/Museu Boulieu

O programa “Sílabas e Sons” do Museu Boulieu conta com a curadoria do professor da PUC Rio, Júlio Diniz, Decano do Centro de Teologia e Ciências Humanas, que também faz a condução dos bate-papos musicais protagonizados por artistas diversos. A Orquestra Jovem de Ouro Preto, apadrinhada pela instituição, se apresenta em todas as edições.

Os ingressos para os eventos culturais são trocados na bilheteria do Museu por 1kg de alimento não perecível ou um agasalho, sempre a partir dos sábados que antecedem as produções. Todas as doações arrecadadas são encaminhadas à Secretaria de Ação Social de Ouro Preto. 

O Museu Boulieu, que acolhe a coleção de obras barrocas doada por Jacques e Maria Helena Boulieu, conta com patrocínio integral do Instituto Cultural Vale, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura e apoio da Prefeitura de Ouro Preto.

Fonte: Museu Boulieu

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: