Além de Filipe Machado: Relembre jogadores que zoaram o Atlético em Vitórias do Cruzeiro

Por Davi Guimarães
0 comment

Clássico entre Atlético x Cruzeiro começa uma semana antes e termina uma semana depois. Com a vitória do Cruzeiro na primeiro confronto entre os rivais na Arena MRV proporcionou uma enxurrada de comentários na internet ao longo dos últimos dias.

Foto: Staff Images / Cruzeiro

Um dos grandes responsáveis pela grande repercussão do clássico foi o meia Filipe Machado, que após a vitória foi flagrado provocando os rivais, para delírio dos cruzeirenses e a ira dos atleticanos que deixavam a arena.

Provocação de Machado levou o torcedor atleticano à loucura na Arena MRV

Mas você lembra de outros cruzeirenses que provocaram o Atlético? O Mais Minas preparou uma lista para relembrar outros atletas provocadores, veja:

Paulinho McLaren

Em partida válida pelo Brasileirão de 1996, o Cruzeiro venceu o Atlético por 2×1 em um jogo muito pegado. Palhinha, de pênalti, abriu o placar para o Cruzeiro. Ainda no primeiro tempo, Dida saiu mal do gol e cometeu pênalti em Euller. Renaldo bateu e empatou o confronto.

Na segunda etapa, após cruzamento de Vitor, Paulinho McLaren cabeceou sem chances para o goleiro Taffarel. Ao comemorar, o centroavante celeste comemorou imitando uma galinha, ato que se tornaria símbolo entre os torcedores do Cruzeiro e se repetiria anos seguintes.

No aniversário de 50 anos do Mineirão, Paulinho McLaren contou um pouco dos bastidores da comemoração do gol que marcou história.

Kléber Gladiador

Na final do Campeonato Mineiro de 2009, o Cruzeiro venceu o jogo de ida por 5×0. No primeiro gol da partida, após belo passe de Wagner, Kléber chutou de bico sem chances para o goleiro Juninho.

Na comemoração, o torcedor cruzeirense logo associou a comemoração ao atacante da década de 90, Paulinho McLaren.

Confira a comemoração de Kléber, em 2009

Anselmo Ramon

Um dos atacantes mais contestados do torcedor na última década por conta da qualidade técnica mas que ao mesmo tempo, era muito reconhecido pelo seu carisma e esforço, principalmente quando o assunto é clássico.

Sua comemoração pode ser uma das inspirações de Machado para provocar o rival na Arena MRV. Em 2012, no empate por 2×2 na Arena do Jacaré, Walter e Anselmo Ramon protagonizaram uma das comemorações mais emblemáticas do clássico.

Confira o gol e a comemoração de Anselmo Ramon no Clássico em 2012

No ano seguinte, na reinauguração do Mineirão, Anselmo Ramon voltou a repetir a comemoração que se tornou marca registrada do jogador no Cruzeiro.

Após assistência para Dagoberto, Anselmo Ramon voltou a comemorar provocando o rival

Rafael Silva

Sob comando do técnico Deivid, o Cruzeiro era muito criticado por conta do desempenho aquém do esperado. Ainda pelo Campeonato Mineiro, a raposa enfrentou o Atlético no Independência lotado de alvinegros.

Em um chute de Élber, o goleiro Uilson (que fazia sua estreia e no mesmo ano foi medalha de ouro nas Olimpíadas com a seleção brasileira) rebateu e a bola sobrou nos pés de Rafael Silva, que só teve o trabalho de empurrar para as redes.

Ao comemorar, Rafael Silva provocou o Atlético replicando a comemoração de Paulinho McLaren e Kléber Gladiador.

Confira o gol e a comemoração de Rafael Silva

Torcedor Cruzeirense, lembra de mais alguma comemoração?

Comentários Facebook

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. aceitar LER MAIS