O que você procura?
Renova banner


Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

No prato, nas roupas, na música, na dança; a cultura está em todos os lugares

Elis Bohrer 14 de novembro de 2021 às 18:51
Tempo de leitura
5 min
O Sol, carnaval de Belo Horizonte 2019. Foto: Elis Bohrer/Mais Minas
O Sol, carnaval de Belo Horizonte 2019. Foto: Elis Bohrer/Mais Minas

Embora o termo cultura venha sendo erroneamente usado para definir o grau de conhecimento acadêmico que as pessoas possuem, ela é muito simples de compreender, está no prato, nas roupas, na música, na dança, a cultura está em todos os lugares. 

Se tratando de Brasil, a cultura ganha grandes proporções, visto que é um país pluricultural, ou seja, abarca muitas culturas, são tantas que podemos até mesmo nos confundir.  


É preciso desmistificar a ideia de que existe uma cultura superior a outra, como por exemplo, a cultura urbana ser superior à cultura dos interiores, ou de que a música clássica tenha um nível mais elevado se comparada com o samba. 

Tais observações foram criadas justamente para consolidar países mais desenvolvidos economicamente como os melhores em tudo, inclusive culturalmente. Entretanto, a cultura não tem nada a ver com competição. 

Ela pode ser definida como um conjunto de costumes adotados por uma população de um determinado lugar. Por exemplo, na aldeia de Tekoa Porã (Solo Sagrado em tupi), as pessoas vivem de um jeito, possuem uma cultura alimentar,  já no bairro Bixiga, em São Paulo, os costumes são outros, as pessoas consomem bastante massa, diferentemente da maneira como a população do distrito de Santa Rita de Ouro Preto (Minas gerais), que se distingue do modo como os ribeirinhos da Amazônia vivem. 

Diferentes culturas brasileiras 

São Paulo 

O estado que abriga a maior metrópole da América do Sul há muito deixou de ser hegemônico no sentido cultural. Com o passar do tempo a  democratização da educação no Brasil, as pessoas começaram a compreender que não a cultura de São Paulo não é superior a de demais estados brasileiros, embora ela também seja bastante rica. 

Comida

O virado à paulista, o pastel do Mercadão Central, as roupas com influências do rock 80´, o sotaque peculiar, são características latentes da capital do estado.

Enquanto que no interior a pesca, a galinhada, roupas mais abertas e o sotaque que entorta a letra R são dominantes, além da música sertaneja, é claro! 

Maranhão 

No Maranhão a cultura da dança é muito forte, existem diversos ritmos musicais que embalam as festas, muitos deles, desconhecidos Brasil afora. São eles: coco, sotaque da zabumba, sotaque de orquestra, tambor de crioula, sotaque de pindaré, sotaque de costa de mão e o mais conhecido, sotaque da ilha. 

Há uma vestimenta especial para que as danças sejam  melhor executadas, as mulheres usam saias compridas bem coloridas, com estampas de flores e blusas brancas, enquanto os homens usam uma calça com tecido mais confortável com a mesma estampa da saia da mulher. 

Pratos 

O sabor fica por conta da peixada maranhense, sururu ao leite de coco, juçara (açaí do Maranhão), mingau de tapioca, entre outros. 

Santa Catarina 

A cultura catarinense recebeu fortes influências da Itália, mas também de outros países europeus como Austrália e Alemanha.

O Tradicional churrasco, o chimarrão, o pirão de farinha de mandioca são alguns diferenciais, são corriqueiramente oferecidos pelos catarinenses, que de maneira geral, são muito hospitaleiros. 

Música tradicional


A música fica por conta da vaneira, um estilo que no Brasil se popularizou através das vozes de cantores sertanejos, que mesclam o “vanerão” à música sertaneja e ao forró. A música é tocada com sanfona, em um andamento mais adiantado, com um ritmo que se assemelha muito a tarantela italiana. O Brasil é mesmo uma mistura, não? 

Outras culturas brasileiras 

Se fossemos escrever sobre todas as culturas do Brasil, este artigo certamente ficaria enorme e massante, portanto fizemos uma lista para que nossos leitores pudessem conhecer um pouco mais sobre o seu país e deixar de estranhar ao ver uma pessoa comendo vatapá e acarajé com camarão. O conhecimento é libertador! 

Bahia – samba reggae, axé music, vatapá, acarajé, camarão, religião de matriz africana e cristianismo e muito mais.

Pernambuco –
maracatu, frevo, baião, dobradinha, buchada de bode, cuscuz, cartola, religião católica, indígenas e africanas.

Minas Gerais –
 congado, folia de reis, folclórica, Clube da Esquina pão de queijo, feijão tropeiro, quiabo com frango e angu, ora-pro-nobis, doce de leite, religião católica, africana, indpigena e evangélica.

Goiás –
música sertaneja de raiz, moda de viola, arroz de pequi, frango com pequi, pamonha, empadão goiano, religião católica e espírita.

Rio de Janeiro – samba e suas variações, mpb, bossa nova, bossa jazz, funk carioca, feijoada, bolinho de bacalhau, chá mate, biscoito globo, religião evangélica, católica, africanas e o sincretismo entre todas.

Acre –  Marajoara, bumba-meu-boi, danças indígenas, bolo de pupunha, tucunaré recheado, saltenha, beiju de folha, religião evangélica e protestante, santo daime, espírita e católica.

Distrito Federal-
o rock nacional predomina, pato no tucupi, chico angu, sopa de paraguaia, religião católica e evangélica.

Existem inúmeras culturas no Brasil, inclusive bom mesmo é  conhecer, vivenciar e experimentar tudo de perto

Agora com o avanço da vacinação contra a Covid-19, o brasileiro pode viajar com maior tranquilidade e segurança, conhecendo as especificidades de cada localidade, viajar é preciso!

Inscreva-se no nosso boletim informativo

Inscreva-se para receber as principais notícias veiculadas no nosso site em sua caixa de entrada, uma vez por dia.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.