As polêmicas de Pyong Lee, um dos emparedados do BBB 20

O Big Brother Brasil 20 trouxe a novidade de colocar influencersyoutubers dentro da casa, o que foi uma estratégia de bastante sucesso, dando maior audiência e repercussão multimidiática do programa. Um dos participantes que já é bem conhecido nas redes é o ilusionista Jaime Young-Lae Cho, mais conhecido como Pyong Lee, que faz vídeos de mágica, hipnose e ilusão de ótica, que conquistaram milhões de inscritos em seu canal.

yotuber, com mais de 7 milhões de inscritos e mais de 6 milhões de seguidores no Instagram, Pyong Lee acumula uma legião de pessoas que acompanha seu trabalho e o apoiam. Talvez essa seria a principal arma do participante ao ingressar no BBB 20, já que ter tanta influência poderia lhe dar uma superioridade nas votações do público.

Entretanto, Pyong se envolveu em uma série de polêmicas durante o programa, o que fez com que o influenciador da internet não ficasse tão à frente dos outros participantes. Inclusive, o ilusionista foi indicado ao Paredão no último domingo (16) pelo então líder Felipe Prior, então este será o momento para tirar a prova se o youtuber é mais querido ou odiado pelos telespectadores do BBB 20.

Relembre as polêmicas que Pyong Lee se envolveu durante o Big Brother Brasil 20:

Paternidade

As polêmicas de Pyong Lee, um dos emparedados do BBB 20
Crédito da foto: Reprodução / Instagram

Pyong foi altamente julgado pelos internautas por ter se ingressado ao BBB 20 enquanto sua mulher estava em seu oitavo mês de gestação, ou seja, ao menos que fosse eliminado precocemente do programa, o hipnólogo iria perder o nascimento de seu filho, além de não acompanhar sua esposa durante esse processo.

No dia 16 de fevereiro nasceu o filho de Pyong Lee, chamado Jake. Segundo informações do colunista Léo Dias, o filho do youtuber nasceu de parto normal às 11h30. Inclusive, antes mesmo de nascer Jake já tinha uma conta no Instagram com a incrível marca de 342 mil seguidores.

Assédio

O influencer se envolveu em um episódio extremamente delicado em uma das festas do BBB 20. Pyong acabou bebendo “um pouco demais” e acabou tendo atitudes fora do comum com algumas participantes mulheres da casa. Ele supostamente teria tentado beijar Marcela, “apalpado” Flayslane e encostado partes íntimas em Gizelly.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro informou que irá investigar os os fatos veiculados na mídia sobre o comportamento de Pyong Lee no BBB 20 durante a festa que ocorreu no dia 8 de fevereiro. E ainda,haverá apuração pela Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Jacarepaguá, mesma unidade que conduziu o caso de Petrix Barbosa, também acusado de assédio devido a episódios envolvendo Bianca Andrade e Flay.

A produção do programa conversou com Marcela e Flayslane para saber se elas tinham alguma queixa formal contra o hipnólogo, mas as participantes disseram que não se sentiram assediadas e que Pyong sempre manteve o respeito com ambas.

Hipnose

Claro, Pyong aproveitou a visibilidade proporcionada pelo programa e apresentou seu trabalho hipnotizando quatro participantes do BBB 20. Após o hipnólogo pedir para que os brothers relaxassem, meditassem e se concentrassem, ele fez com que Thelma se esquecesse do número 7, Ivy se sentisse bêbada, Rafa desse crises de risos. Apenas Felipe Prior não ficou tão afetado com a hipnose.

Política

Muitos fatores fizeram com que Pyong Lee se tornassem um dos personagens com mais mídia do BBB 20. Desde sua polêmica chegada até hoje, o ilusionista mostrou o motivo de ter tantos seguidores. Apesar do público ser dividido quanto ao youtuber, um teor político do programa também acrescenta na divisão de apoiadores. Pyong tem uma grande rejeição pelo motivo de sua rivalidade com Felipe Prior, personagem que cresceu dentro do Reality Show, além de ter se posicionado à favor do presidente Jair Bolsonaro nas últimas eleições presidenciais.

Veja também: Famosos declaram apoio a Babu Santana em paredão no BBB

Comentários