Ultimate magazine theme for WordPress.

Atlético leva susto, mas vence La Equidad com resultado perigoso

O Atlético venceu o La Equidad na noite de ontem (20), por 2 a 1, no estádio Independência. Após um pênalti marcado e convertido para o time colombiano, o Atlético precisou reagir para virar o jogo e seguir vivo na Copa Sul-Americana. A partida de volta acontece na próxima terça-feira (27) às 21h30 (de Brasília), no estádio El Campín, em Bogotá.

Com o susto ainda no começo da partida, o Galo teve que pressionar do início ao fim. Ainda no primeiro tempo, carimbou o poste três vezes, a primeira com Ricardo Oliveira de cabeça na haste esquerda, depois com Cazares na direita e outra com o Réver acertando o travessão. E ainda nos primeiros 45 minutos, Mahecha, do La Equidad, somou a 4° bola na trave.

Com toda a pressão do time alvinegro, o volante Jair, após rebote da defesa colombiana, empatou o jogo aos 27 minutos, reacendendo a animação da torcida atleticana. Confira:

Já no segundo tempo, foi a vez do Atlético ter um pênalti a favor. Após checagem do VAR, o árbitro Mario Díaz de Vivar marcou um agarro em cima do autor do primeiro gol, Jair. Cazares foi para cobrança e o goleiro Novo defendeu. No rebote, Rómulo Otero pôs a bola na rede, mas… o juiz checou o árbitro de vídeo mais uma vez e anulou o gol por invasão do venezuelano na área do adversário antes da cobrança.

E na parte final da partida, aos 35 minutos do segundo tempo, Elias marcou de fora da área, virando o jogo para o Atlético. Confira:

Resultado perigoso

Apesar da vitória, o resultado não foi o esperado pelos torcedores. A vitória curta deixa a classificação bem aberta, já que nas regras do torneio, conta o critério de gol qualificado. Ou seja, caso o La Equidad ganhe o segundo jogo por 1 a 0, fica com a classificação. Qualquer empate ou vitória garante a vaga para o time mineiro. Só há possibilidade de disputa em pênaltis, se o mesmo placar for repetido no segundo jogo em Bogotá.

Alerta ao ataque e destaque defensivo

O ataque, mais uma vez, ficou devendo. Apesar de inúmeras tentativas, 23 finalizações, apenas 8 foram em direção ao gol. E ainda, mesmo tendo 71% da posse de bola, o Atlético não conseguiu acertar a rede adversária na quantidade de vezes esperada, algo alarmante para o treinador Rodrigo Santana, já que é algo recorrente no time atleticano. No último sábado (17), contra o Athlético-PR, os números estatísticos foram parecidos, e o Galo perdeu a partida por 1 a 0. Além disso, vale lembrar que os dois gols da virada de ontem foram marcados pela dupla de volantes do time.

O destaque positivo foi a consistência defensiva na dupla de zagueiros do time alvinegro. Apenas seis chutes adversários foram em direção ao gol em dois jogos. Contudo, o goleiro Cleiton teve que defender em só quatro oportunidades somando as últimas duas partidas, o que mostra uma consolidação de Réver e Igor Rabello, algo que era muito esperado pela torcida atleticana.

Renovação de Elias

Atlético leva susto, mas vence La Equidad com resultado perigoso
Crédito da foto: Bruno Cantini / Atletico

Após mais uma partida decisiva do volante atleticano, Elias disse à imprensa ontem que seu pai, agente do jogador, está conversando com o Rui Costa, diretor de futebol do Atlético, e diz não ter pressa para sua renovação. Seu contrato com o clube acaba em quatro meses, e o voltante pode a qualquer momento assinar pré-contrato com outro clube. Entretanto, o atleta afirmou não ter conversas com ninguém a não ser o Galo.

Elias e diretoria já tiveram atritos ainda no início desse ano, quando seu Eliseu, pai e empresário do jogador, chegou a criticar e atacar a diretoria atleticana quando o Internacional mostrou interesse em contratar o jogador, mas não teve avanço, por decisão do próprio Atlético.

No Atlético, o volante marcou 24 gols em 149 jogos, número só superado em sua passagem pelo Corinthians, quando marcou 41 vezes em seis temporadas.

Comentários do Facebook