LançamentoMúsica

Banda mineira, “A Outra Banda da Lua” lança disco no dia 7 de abril

Capitaneada por Marina Sena – uma das integrantes do estouro mineiro Rosa Neon – e ladeada por Matheus Bragança (baixo e voz), Edson Lima (violão, guitarra e backing vocal), Mateus Sizílio (bateria) e André Oliva (guitarra e percussão), A Outra Banda da Lua lança no próximo dia 7 de abril, nas principais plataformas digitais, seu primeiro disco da carreira. A ideia é oferecer ao público um respiro diante do momento conturbado que o país e o mundo atravessam através de suas canções que promovem um belo e necessário encontro entre o ancestral e o contemporâneo, entre o regional e o pop, entre a potência e a delicadeza.

A música brasileira é um grandioso mosaico que se baseia em diversas outras culturas do mundo, o que faz com que nossa produção musical seja dotada, ao mesmo tempo, de grande autenticidade e de um sotaque universal. Não é de se admirar que A Outra Banda da Lua, grupo oriundo do norte de Minas Gerais, seja um exemplo tão nítido da potente mistura de ritmos e harmonias da música brasileira com elementos indo-africanos, o regionalismo sertanejo e até mesmo com o rock, o pop e o indie.

Herdeiros musicais de bandas norte-mineiras como Grupo Agreste e Grupo Raízes, que nos anos 70 fizeram barulho no combalido mercado fonográfico mineiro chegando às ondas de AM/FM fora dos limites de Minas Gerais, A Outra Banda da Lua carrega em seu DNA o regionalismo dos professores em questão e a inquietação dos dias correntes, típicos de uma geração que se recusa a se acomodar, musicalmente ou não.

Trajetória

Com 9 faixas autorais e uma versão para o clássico “Desentoado” (Tino Gomes/Charles Boavista), o trabalho de estúdio confirma a bela trajetória dos quase cinco anos da banda, coroada por shows marcantes em diversos festivais importantes do país como Encontro cultural de Milho Verde (MG), Festival CHACOALHA (Belo Horizonte), Mostra de Cinema de Tiradentes (MG), Semana Internacional da Música (SIM SP), Hacktown (Santa Rita do Sapucaí/MG), dentre outros. O grupo já venceu duas vezes uma das principais premiações musicais mineiras, o Prêmio de Música de Minas Gerais. Além disso, está escalado para um dos principais festivais de Belo Horizonte, o BREVE, que neste ano receberá shows de Ney Matogrosso, Pitty, Djonga, Hot&Oreia, Luiza Lian e muitos outros.

O disco, produzido por Rafael Carneiro (Guella Music), é o sexto lançamento do selo belo-horizontino Under Discos. Nascido em 2018 dentro do Grupo UN Music, a iniciativa, criada e conduzida pelo produtor musical e empresário, Barral Lima, tem como proposta reforçar Belo Horizonte como uma das grandes praças da nova música nacional. Em seu catálogo, constam os discos, “Estação Cidade Baixa”, de Nobat, “Dia Verde Escuro” de Leo Moraes e “Coração Disparado”, de Felipe de Oliveira, além dos mais recentes “Pássaro-Cão”, de Bernardo Bauer e “Retirante” da banda setelagoana Congadar.

Veja também: Thalía para leigos: das novelas mexicanas à música POP

Comentários do Facebook
Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar